Topo

Tardelli se reúne com Renato para jogar mais e deve virar curinga no Grêmio

Pedro H. Tesch/AGIF
Atacante conversou com Renato Gaúcho sobre planos para o restante da temporada no Grêmio Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF
do UOL

Jeremias Wernek e Thiago Fernandes

Do UOL, em Porto Alegre e Belo Horizonte

2019-06-12T12:00:00

12/06/2019 12h00

Diego Tardelli deve ser titular do Grêmio pela segunda partida consecutiva, hoje (12), diante do Botafogo e não foi à toa. Na semana passada, o atacante pediu reunião com Renato Gaúcho para tratar de seu aproveitamento no time gremista. O treinador respondeu que ainda aguardava ele estar em melhor condição física, mas iria analisar a presença mais frequente em campo. Cada vez mais como uma espécie de curinga do ataque. Fazendo várias funções ao longo do mesmo jogo.

Botafogo e Grêmio se enfrentam no Rio de Janeiro, às 19h15 (de Brasília).

O encontro entre Tardelli e Renato ocorreu às vésperas do jogo contra o Fortaleza, sábado, em Caxias do Sul. Depois da conversa, houve rumores nas redes sociais sobre pedido de saída do atacante. Segundo apurou o UOL Esporte, o tema central foi o planejamento para o restante da temporada em Porto Alegre.

Diego Tardelli completa, nesta semana, quatro meses de Grêmio e ainda está longe daquilo que ele e o clube esperam. Com somente dois gols em 16 partidas, o atacante sentiu o ritmo de treinos e a rotina de jogos após quase cinco temporadas no futebol chinês.

Aos olhos do Grêmio, Tardelli é o toque diferente que o time precisa. Mas que ainda vai demandar tempo para estar como centro da equipe.

"Ele tem lampejos e dá para ver que é jogador diferenciado", disse Renato Portaluppi depois do jogo com o Fortaleza.

Na partida do final de semana, Diego Tardelli saiu como titular pela esquerda. Um substituto de Everton, que serve à seleção brasileira na Copa América. Durante o jogo, o camisa 9 atuou mais centralizado e depois foi adiantado para a função de centroavante.

"O Tardelli nunca me falou que jogaria por dentro. Eu sei que a preferência dele é pelos lados, mas a qualidade dele é tão grande que ele pode? nem sempre, mas em alguns momentos, jogar por dentro. Ele é versátil, inteligente. Começou pelo lado, terminou por dentro", comentou Renato ao ser indagado sobre a função do jogador no time.

Logo depois de chegar ao Grêmio, Tardelli foi franco ao afirmar que não gostaria de atuar como centroavante. Mas para a comissão técnica, ele poderá ter de atuar ali no futuro.

"Sei a preferência de todos os jogadores, mas nem sempre é possível. Às vezes o jogador precisa se entregar pelo bem maior, pelo grupo. Não podemos depositar nossa confiança só no Tardelli. Ele veio para nos ajudar", finalizou Renato.

Mais Esporte