Topo

Cristiano Ronaldo tem temporada menos artilheira dos últimos 10 anos

2019-05-26T17:20:00

26/05/2019 17h20

Madri, 26 mai (EFE).- A primeira temporada de Cristiano Ronaldo na Juventus terminou com a conquista do Campeonato Italiano, o oitavo seguido da 'Velha Senhora', mas não foi exatamente como desejava o craque português, que viveu sua campanha de menos gols nos últimos dez anos.

Cristiano, que hoje ficou de fora da última partida da Juve na temporada, a derrota para a Sampdoria por 2 a 0, disputou 31 partidas pelo Italiano e marcou 21 gols. Com a camisa do Real Madrid, ele passou desse número em todas as edições do Campeonato Espanhol.

A última vez em que foi às redes tão poucas vezes assim foi na temporada 2008-2009, a derradeira com a camisa do Manchester United. Na ocasião, foram 18 gols em 33 compromissos pelo Inglês. A média também foi a pior desde então, com 0,65 gol por jogo, enquanto em 2008-2009, foi de 0,54.

O mesmo aconteceu na Champions, competição na qual marcou seis gols em nove partidas nesta temporada, o que representa uma média de 0,67 por confronto. Não se via um desempenho tão ruim desde 2010-2011, com 0,5.

Na temporada de estreia pelo Real, o cinco vezes melhor do mundo balançou as redes sete vezes em apenas seis duelos, já que o time madrilenho foi eliminado ainda nas oitavas de final pelo Lyon e ele ainda ficou fora de dois confrontos pela fase grupos por lesão.

Para piorar, Cristiano passou em branco na Copa da Itália, pela qual entrou em campo duas vezes. Isso não acontecia desde a Copa da Liga Inglesa 2006-2007, também pelo United, quando ficou na seca no único jogo que disputou.

Assim, somando as três competições, Cristiano marcou pela Juventus 28 gols em 43 partidas, uma média de 0,65 por compromisso. O número também é o mais baixo desde a "saideira" pelo Manchester United, quando ficou com 0,47. Pelo Real, jamais teve desempenho tão ruim e em três oportunidades superou a média de um tento por jogo.

O número mais alto corresponde à campanha 2014-2015, com 1,23 gol por confronto. Contudo, nessa ocasião, foi campeão "apenas" do Mundial de Clubes e da Supercopa Europeia.

Em âmbito coletivo, o camisa 7 somou o título do Campeonato Italiano, depois de ter vencido três vezes o Inglês e duas o Espanhol. No total, são 30 conquistas contando os quatro clubes que defendeu, incluindo o Sporting, e a Eurocopa de 2016 por Portugal. EFE

Mais Esporte