Topo

PSG bate Dijon, Mbappé faz dois e se aproxima de Messi na Chuteira de Ouro

do UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-05-18T17:51:32

18/05/2019 17h51

Campeão francês de maneira antecipada, o Paris Saint-Germain cumpriu tabela contra o Dijon na tarde de hoje e venceu por 4 a 0, com gols de Di María, Cavani e dois de Mbappé. O jogo, válido pela 37ª rodada, marcou a despedida da equipe no Parque dos Príncipes e da torcida na temporada, já que a equipe jogará em Reims na próxima sexta-feira (24).

O resultado também sela o rebaixamento do Dijon para a segunda divisão, já que o Monaco venceu o Amiens. Assim, a uma rodada do fim, o time figura em 19º lugar, com 29 pontos.

Sem Neymar e Marquinhos, suspensos, e Thiago Silva, que se recupera de uma cirurgia no joelho direito, a estrela da partida foi o francês Mbappé. O jovem marcou dois gols, se consolidou (ainda mais) na artilharia do Francês, com 32 tentos, e está a apenas dois de igualar Messi na corrida pela Chuteira de Ouro, que premia o artilheiro das ligas nacionais europeias.

Messi ainda terá mais um jogo para abrir distância, já que o campeão Barcelona enfrentará o Eibar amanhã pela última rodada do Espanhol. Para continuar vivo na briga, Mbappé precisou ser muito ativo e participar de quase todas as jogadas de perigo dos donos da casa. Porém, faltou capricho em alguns lances, e apenas o terceiro gol do time foi de autoria do francês.

O PSG abriu o placar aos dois minutos com Di María, que recebeu um passe certeiro de Draxler e bateu com o pé esquerdo. A bola ainda desviou em Lautoa, para azar do goleiro Runarsson, que não teve o que fazer. No minuto seguinte, o argentino cruzou a bola na área para Cavani, que ganhou no alto e cabeceou para o gol.

Sonhando com o prêmio individual, Mbappé correu atrás o jogo todo, puxando contra-ataques em velocidade e com direito a uma caneta em Yamberé, mas errou demais a pontaria, que só calibrou aos 35 minutos do primeiro tempo, quando aproveitou uma sobra de Cavani na área.

O francês continuou tentando. Deixou Marié na saudade, mandou uma bomba de fora da área, mas acertou o travessão. Até que, aos 10 minutos da segunda etapa, Mbappé recebeu grande toque de Paredes na área e encobriu Runarsson, marcando pela segunda vez.

O camisa 7 ficou em campo até o final, ao contrário de Meunier e Di María, mas o goleiro do Dijon estava mais ligado no jogo, travou as investidas e evitou o quinto gols dos parisienses.

Mais Esporte