Topo

Bate-Estaca esclarece saída do Vasco e agradece fisioterapia do clube

Arquivo Pessoal
Campeã do UFC, Jessica Bate-Estaca foi patrocinada pelo Vasco até o segundo semestre de 2018 Imagem: Arquivo Pessoal
do UOL

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-05-13T15:06:53

13/05/2019 15h06

O Vasco poderia dizer que tem uma campeã do UFC, mas a situação financeira ainda delicada do clube fez com que isso não fosse possível. Jessica Bate-Estaca, que no último sábado (11) venceu a americana Rose Namajunas e conquistou o cinturão do peso-palha, foi patrocinada pelo Cruzmaltino até o segundo semestre de 2018 e encerrou a parceria após atrasos salariais.

Segundo a lutadora, não compensava financeiramente o longo trajeto de Niterói (RJ), onde mora, para São Januário durante o período sem verbas.

"Eu era patrocinada pelo Vasco e, de repente, o Vasco parou de me ajudar financeiramente. Eu não tinha condições de sair daqui de Niterói para o Vasco, que é muito longe. Preferi usar o dinheiro que eu tinha da gasolina para poder ir na minha academia fazer meus treinos", disse ao UOL Esporte.

Leandro Bernardes
Jessica Bate Estaca comemora vitória sobre Rose Namajunas no UFC 237, realizado no último sábado no Rio Imagem: Leandro Bernardes

Bate-Estaca, no entanto, fez questão de agradecer aos fisioterapeutas do clube.

"A fisioterapia me ajudou muito. O Gilvan, fisioterapeuta, me ajudou muito e sempre esteve à disposição. No período que eu estive lá, fui muito bem cuidada", disse.

Jessica esclareceu que a decisão pelo fim da parceria foi unilateral:

"Eu não sou uma pessoa que cuspo no prato que comi. Sou muito grata, sim, mas a partir do momento que não deu mais, não deu. Infelizmente as coisas acontecem assim. Eu quis sair por conta própria".

Jessica Bate-Estaca decretou a hegemonia das brasileiras no UFC feminino. Além dela, o país tem como campeã Amanda Nunes, que unificou os cinturões dos pesos galo e pena. A outra categoria, o peso-mosca, tem Valentina Shevchenko, do Quirguistão, como campeã.

Mais Esporte