PUBLICIDADE
Topo

Santos termina 1ª fase do Paulistão mal na defesa e na seca no ataque

Sampaoli gesticula durante o jogo entre Santos e Novorizontino  - Ivan Storti/Santos FC
Sampaoli gesticula durante o jogo entre Santos e Novorizontino Imagem: Ivan Storti/Santos FC

21/03/2019 08h00

Um início avassalador, mas um término preocupante. O Santos acabou a primeira fase do Campeonato Paulista devendo na defesa e no ataque, além de ter sido goleado pelo Botafogo-SP, por 4 a 0, na última quarta-feira, em Ribeirão Preto.

Mesmo ainda tendo um dos melhores ataques do Paulistão - está empatado com Red Bull Brasil e Ituano, todos com 19 tentos - o Santos não marca gols há três partidas. O Peixe passou em branco contra Corinthians, Novorizontino e Botafogo-SP.

Na defesa, o Alvinegro também não se encontrou na reta final. O time comandado por Jorge Sampaoli levou cinco gols nos últimos dois jogos. Além disso, terminou a primeira fase com 13 tentos sofridos em 12 partidas, média de mais de um por duelo.

O desempenho pífio na reta final da primeira fase fez o Santos cair da primeira para a terceira posição na classificação geral. Mais que isso, o Peixe terá que decidir uma vaga às semifinais contra o Red Bull Brasil, em Campinas.

"Nossa primeira fase foi favorável no processo, mas sabendo que temos proposta nova, com muitos jovens e temos que implementar e melhorar. Sabendo que isso só se melhora com o trabalho, com essa condição. Chegamos aqui e agora temos bem claro o que temos e o que precisamos para enfrentar o que temos. E isso depende de outros fatores para sabermos o que se sucede", disse Sampaoli após o fim da partida contra o Botafogo-SP.

O Santos tem a chance de acabar com a seca de gols contra o Red Bull Brasil, neste fim de semana, no Pacaembu, pelo jogo de ida das quartas de final do torneio estadual.

Esporte