PUBLICIDADE
Topo

Diretor do Bahia comemora classificação no estadual em meio a temporada "agitada"

20/03/2019 09h38

No último domingo, com a vitória por 5 a 0 sobre o Jequié, o Bahia garantiu classificação às semifinais do Campeonato Baiano. O Tricolor enfrenta o Atlético-BA na próxima quinta (21), na Fonte Nova, em busca da vaga na decisão da competição.

O diretor de futebol do clube, Diego Cerri, comemorou o resultado atingido no último fim de semana. Segundo o executivo, a vaga entre os quatro melhores no estadual mostra a força do elenco do Bahia que teve uma maratona árdua de jogos nos primeiros meses do anos.

- Mostra a força. Acho que a principal dificuldade que a gente encontra realmente é a falta de tempo para treinamentos e recuperação. Acabamos de completar 19 jogos em um período de dois meses, o que já é realmente muito difícil e corrido, agora adiciona a pré-temporada curtíssima que tivemos, que foi cerca de 12 dias. Não foi um período fácil - disse Diego Cerri.

O dirigente ainda fez questão de detalhar o planejamento para, de certa forma, "solucionar" o problema:

- A solução que encontramos foi essa, de utilizar nossa equipe considerada titular nos jogos mais "chave" e decisivos, e usar um time alternativo nos outros. Além de uma equipe "B", que fez dois jogos do Campeonato Baiano e completou nosso banco de reservas em outros jogos.

Além da dificuldades que o diretor baiano relatou na tomada de decisões no campo, Cerri também falou sobre as dificuldades encontradas na logística da equipe. Ele relatou, inclusive, um fato inédito em sua carreira: O Bahia realizou sete jogos seguidos fora dos domínios do clube.

- A logística tem sido muito pesada e difícil de fazer, mas estamos trabalhando sempre no máximo. Chegamos ao ponto em que fizemos sete jogos seguidos fora de casa, nunca havia passado por isso. Tudo em meio a quatro competições no início do ano: Estadual, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Sul-Americana. É um fato inédito, imagino. Saímos do Uruguai para Fortaleza, Acre, Vitória da Conquista, Piauí e Rio Grande do Norte.

Esporte