PUBLICIDADE
Topo

Jean Mota vê Coutinho como um espelho na carreira: 'Um ídolo'

12/03/2019 13h59

Artilheiro do Santos na temporada, com oito gols, Jean Mota foi um dos atletas do atual elenco do Santos a comparecer no velório do ex-atacante Coutinho, que está sendo velado na Vila Belmiro, nesta terça-feira.

Jean Mota lamentou a perda de Coutinho e disse que o ex-camisa 9 é um espelho em sua carreira.

- Uma perda muito grande, para nós e para o futebol. Um ídolo. Serve de espelho para muitos jogadores, inclusive para mim. Um ídolo, viemos prestar solidariedade às famílias - disse Jean Mota ao chegar na Vila Belmiro.

Além disso, o meia ressaltou que a parceria entre Pelé e Coutinho será eternizada. Vale lembrar que, juntos, pelo Santos, marcaram 1.456 gols.

- Acho que vai ficar eternizado, vi vídeos e todo mundo fala dessa parceria. É uma parceria que será lembrada para sempre - falou o camisa 41 do Peixe.

Antônio Wilson Vieira Honório nasceu em 11 de junho de 1943, na cidade de Piracicaba (SP). Com apenas 14 anos, o atacante fez sua estreia profissional pelo Santos, em 1958. Ele permaneceu no Peixe até 1968, e depois retornou para mais uma passagem em 1970.

Entre seus principais títulos pelo Santos estão seis Campeonato Paulistas, cinco títulos da Taça Brasil, além de duas LIbertadores da América e dois Mundiais Interclubes.

Coutinho é o terceiro maior artilheiro da história do Santos, com 368 gols marcados em 457 jogos, atrás apenas de Pepe, com 403 gols, e Pelé, com 1.091 gols. Ele fez parte do lendário ataque formado por Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. O artilheiro era considerado o melhor parceiro que Pelé já teve.

Esporte