PUBLICIDADE
Topo

Santos e Corinthians dominam as conquistas do Paulistão nesta década

08/03/2019 16h08

Não há como negar. Corinthians e Santos dominaram o futebol paulista na última década. Dos oito títulos disputados até aqui, quatro foram conquistados pelo Peixe, três pelo Timão e apenas um pelo Ituano. O São Paulo, por exemplo, não disputou sequer uma final nesse período, e o Palmeiras esteve em duas decisões, um contra santistas e outra contra corintianos.

A última final que não envolveu Corinthians ou Santos foi em 2008, quando Verdão e Ponte Preta decidiram o título do estadual. De lá para cá, todas as decisões tiveram a presença do Peixe, do Timão ou dos dois. Nesta década, a novidade é não ter um dois rivais que fazem o clássico deste domingo. Assim, o LANCE! traz uma retrospectiva de ambos no Paulistão desde 2011. Confira:

2011 - SANTOS BICAMPEÃO E CORINTHIANS VICE

Santos, campeão em 2010, e Corinthians não tiveram as melhores campanhas da primeira fase do Campeonato Paulista 2011, ficaram na quarta e na terceira posições, respectivamente, enquanto São Paulo e Palmeiras ficaram com a liderança e com o segundo lugar. Os quatro grandes venceram seus duelos de quartas de final e avançaram para a semi.

Nos confrontos, a vantagem da primeira fase foi invertida: o Timão eliminou o Verdão nos pênaltis, e o Peixe garantiu vaga batendo o Tricolor. Na decisão, a primeira partida, com mando corintiano, aconteceu no Pacaembu e o placar terminou com um empate em 0 a 0. No jogo de volta, na Vila Belmiro, o Santos, com gols de Arouca e Neymar, bateu o Corinthians por 2 a 1 e levou a taça.

2012 - SANTOS TRICAMPEÃO; CORINTHIANS CAI NAS QUARTAS

Sob o comando de Tite, o Corinthians fez excelente campanha na primeira fase, perdendo apenas um jogo, justamente para o Santos, que ficou com a terceira posição na classificação, além de ter o melhor ataque, com 46 gols em 19 rodadas. Com as posições definidas, o Timão enfrentou o 8º colocado, a Ponte Preta, e o Peixe pegou o 6º, o Mogi Mirim.

Enquanto os corintianos acabaram derrotados por 3 a 2, no Pacaembu, pela Macaca, os santistas passaram pelo Mogi com o placar de 2 a 0 e foram para outro embate com o São Paulo, pela semifinal. Com três gols de Neymar, o Santos eliminou o rival com um 3 a 1 incontestável, no Morumbi. Podendo contar com Ney muito acima da média, o time foi para a final contra o Guarani, e venceu os dois jogos com tranquilidade: 3 a 0 e 4 a 2, sendo quatro gols marcados pelo craque, que terminou a competição como artilheiro, anotando 20 tentos.

2013 - CORINTHIANS CAMPEÃO E SANTOS VICE

De ressaca após a conquista do Mundial de Clubes no ano anterior, o Corinthians demorou a engrenar no Paulistão e acabou se classificando apenas com a 5ª posição na primeira fase. Enquanto o Santos, que desfrutava de seus últimos meses com Neymar, ficou com o 3º posto. Dessa forma, o Timão teria pela frente o carrasco de 2012: a Ponte Preta, e o Peixe pegaria logo de cara o Palmeiras, que garantiu vaga em 6º.

Nos pênaltis, os santista derrotaram os palmeirenses após empate em 1 a 1 no tempo normal. Já os corintianos devolveram a eliminação para a Macaca com juros, aplicando uma goleada por 4 a 0. Nas duas semifinais os classificados para a decisão foram definidos nas penalidades: Corinthians eliminou o São Paulo, e o Santos eliminou o Mogi Mirim.

Assim como em 2011, a final envolveu Peixe e Timão, porém com desfecho diferente. Desta vez os corintianos venceram o primeiro jogo, no Pacaembu, por 2 a 1, e um empate, na volta, na Vila Belmiro, garantiu o título para o time comandado por Tite. Sem marcar gols no mata-mata, Neymar se despediu de seu último Paulistão com a vice-artilharia, anotando 12 tentos.

2014 - ITUANO CAMPEÃO, SANTOS VICE E CORINTHIANS FORA DO MATA-MATA

Disputado em um novo formato, com 20 clubes divididos em quatro grupos, sendo que não enfrentam aqueles que pertencem à mesma chave, o Paulistão-2014 foi uma exceção nesta década, já que foi o único que não teve Corinthians ou Santos como campeão, mas sim o Ituano, que venceu o Peixe, nos pênaltis, na decisão.

O Timão, sob o comando de Mano Menezes, ficou somente com a 3ª posição em seu grupo e acabou eliminado ainda na primeira fase da competição. Já o Peixe passou tranquilamente com a melhor campanha geral e apenas uma derrota. Assim, nas quartas de final, enfrentou a Ponte Preta, e goleou por 4 a 0. Na semifinal, o adversário foi a Penapolense, que havia eliminado o São Paulo na fase anterior e foi o único algoz santista na etapa de grupos.

Em um confronto complicado, o Santos derrotou o time de Penápolis, de virada, por 3 a 2, e garantiu vaga para enfrentar o Ituano, que bateu Palmeiras. Os dois jogos da decisão aconteceram no Pacaembu. No primeiro, vitória da equipe de Itu por 1 a 0, na volta vitória do Peixe, também por 1 a 0, o que levou a definição do campeão para os pênaltis, que acabou decretando o título do clube do interior.

2015 - SANTOS CAMPEÃO; CORINTHIANS, INVICTO, ELIMINADO NA SEMI

Novamente disputado com formato implantado em 2014, o Paulistão-2015 teve o Corinthians classificado com a melhor campanha da primeira fase da competição e invicto. Enquanto o Santos garantiu vaga no mata-mata com a segunda melhor campanha e apenas uma derrota em 15 jogos.

Nas quartas de final, o Peixe bateu o XV de Piracicaba, com tranquilidade, por 3 a 0, já o Timão teve um pouco mais de trabalho para eliminar a velha conhecida Ponte Preta, com uma vitória por 1 a 0. Nas semifinais, depois de quatro anos, as semifinais tiveram os quatro grandes.

O Peixe venceu o São Paulo por 2 a 1 e foi para a decisão para enfrentar o Palmeiras, que eliminou o invicto Corinthians, nos pênaltis, após empate em 2 a 2 no tempo normal. Na final, o primeiro aconteceu no Allianz Parque, com vitória do Verdão por 1 a 0. Na volta, na Vila Belmiro, triunfo santista por 2 a 1 e nova decisão nos pênaltis, em que o time da casa foi mais competente e levantou a taça.

2016 - SANTOS BICAMPEÃO; CORINTHIANS ELIMINADO NA SEMI

Outra vez com a melhor campanha da primeira fase, o Corinthians chegou ao mata-mata para enfrentar o Red Bull, enquanto o Santos foi segundo colocado na classificação geral, com apenas uma derrota, e enfrentou o São Bento nas quartas de final da competição. Ambos avançaram à semifinal com tranquilidade. Timão goleou por 4 a 0 e Peixe venceu por 2 a 0.

Na fase seguinte, os corintianos tiveram duelo com o Audax, sensação do campeonato, que havia eliminado o São Paulo nas quartas. Após um empate em 2 a 2, na Arena, no tempo normal, a definição do finalista foi para os pênalti e o Corinthians foi superado. Já os santistas acirraram a rivalidade com o Palmeiras e o embate terminou empatado em 2 a 2, levando a decisão para as penalidades. Assim como em 2015, melhor para o time da Baixada que alcançou mais uma final.

Como era esperado, os dois jogos que definiram o título foram muito equilibrado, tanto é que o jogo de ida, em Osasco, ficou no empate em 1 a 1, sendo que o Peixe saiu atrás e buscou o resultado. No jogo de volta, com gol de Ricardo Oliveira, o Santos bateu o Audax e conquistou mais um título paulista na década.

2017 - CORINTHIANS CAMPEÃO; SANTOS CAI NAS QUARTAS

Sob o comando de Fábio Carille, o Corinthians conquistou a segunda melhor campanha da fase de grupos e enfrentou o Botafogo-SP nas quartas de final. Enquanto o Santos teve o terceiro melhor desempenho e pegou a Ponte Preta na etapa seguinte da competição. O Timão se classificou para a semi com um empate em 0 a 0 e uma vitória apertada por 1 a 0. O Peixe, por sua vez, foi derrotado na ida por 1 a 0, e venceu a volta também por 1 a 0. Nos pênaltis, porém, foi eliminado pela Macaca.

Na semifinal, o adversário dos corintianos era o São Paulo, sendo o primeiro jogo, no Morumbi, vencido pelos visitantes por 2 a 0. Já na Arena, um empate em 1 a 1 garantiu os donos da casa na decisão contra a Ponte Preta que, além do Santos, eliminou o Palmeiras. Em Campinas, na partida de ida, o Corinthians fez 3 a 0 e praticamente decidiu o confronto. Na volta, empate em 1 a 1 e taça garantida para o Timão.

2018 - CORINTHIANS BICAMPEÃO; SANTOS ELIMINADO NA SEMI

Corinthians e Santos iniciaram o campeonato em baixa, com poucas perspectivas de sucesso, uma vez que o Palmeiras era o grande favorito e parecia estar bem acima dos rivais. Mesmo assim o Timão emplacou a segunda melhor campanha da fase de grupos, inclusive com vitória sobre o Verdão. O Peixe não foi tão bem assim, mas conseguiu ficar em primeiro lugar em sua chave.

Nas quartas de final, os corintianos pegaram o Bragantino e foram derrotados na partida de ida pelo placar de 3 a 2. No entanto, na volta, vitória por 2 a 0 para garantir vaga na semifinal. Os santistas tiveram ainda mais trabalho, empatando os dois jogos em 0 a 0 com o Botafogo-SP, superando o adversário apenas nos pênaltis.

Na semi os quatro grande estavam presentes. O Corinthians pegou o São Paulo, com uma vitória por 1 a 0 para cada um, levando a decisão para os pênaltis, em que o Timão se deu melhor na Arena. O Santos, em dois jogos no Pacaembu, foi derrotado por 1 a 0 pelo Palmeiras, e na volta devolveu o resultado com 2 a 1 no placar, ou seja, definição nos pênaltis. Diferentemente das últimas vezes, quem se deu melhor foi o Verdão, que foi para a final contra o maior rival.

Amplamente favoritos, os palmeirenses tinham a vantagem de fazer o segundo jogo no Allianz Parque, mas conseguiram derrotar os corintianos na partida de ida, em Itaquera, por 1 a 0. Batava um empate em casa, para sair com a taça, no entanto logo no começo do duelo, Rodriguinho, que já havia sido herói contra o São Paulo, fez um 1 a 0 para o Timão e levou a decisão para os pênaltis. Vitória do Corinthians, dentro do Allianz, para conquistar mais um título paulista, esse ainda mais especial.

Esporte