PUBLICIDADE
Topo

Rodrygo elogia Sampaoli e diz estar instruído a não falar de Real Madrid

08/03/2019 17h44

Um dos melhores em campo na goleada do Santos por 4 a 0 sobre o América-RN, o atacante Rodrygo foi o escolhido para falar com a imprensa nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé. Após ficar fora boa parte do início da temporada por conta do Sul-Americano sub-20, o jovem diz estar evoluindo a cada jogo, encheu Sampaoli de elogios, mas evitou falar de Real Madrid e de comparações com Vinicius Junior.

Autor do terceiro gol da vitória que garantiu vaga na Terceira Fase da Copa do Brasil, Rodrygo está negociado com o time de Madrid e se apresentará ao clube no meio deste ano, no entanto, ele disse ter sido aconselhado a não tocar no assunto e avisou que não responderia perguntas do tipo.

- Essa é uma pergunta que eu já estou bem instruído a não responder, então sempre que alguém me perguntar do Real Madrid, até para os próximos repórteres, se vierem fazer alguma pergunta sobre isso, já ficam cientes de que eu não vou responder, não vou falar nada sobre Real Madrid - declarou aos jornalistas.

Ainda no tema Real Madrid, o Menino da Vila foi questionado sobre a inevitável comparação com Vinicius Junior, que já se encontra fazendo sucesso na capital espanhola. Para o santista, porém, ainda não há como fazer qualquer tipo de análise enquanto ambos não estiverem no mesmo clube.

- Acho que é uma pergunta que não dá para responder, só o tempo vai dizer, só eu chegando lá para saber. Falavam muita coisa do Vinicius antes de ele ir, hoje ele está lá e está destruindo, então eu não posso falar antes da hora. Acho que quando eu chegar lá, com os treinamentos, com os jogos, aí sim eu posso falar. Ficar falando antes acho que não vale a pena - avaliou o jovem.

Rodrygo não estava com o elenco no início da temporada na apresentação de Jorge Sampaoli, já que estava defendendo a Seleção Brasileira sub-20, na disputa do Sul-Americano da categoria. Aos poucos, o camisa 11 do Peixe, está se readaptando ao clube e cada vez mais vê as ideias do treinador argentino ajudarem em sua evolução como jogador.

- Como eu falei ontem saindo do campo, acho que o Sampaoli está fazendo aquilo que a história do Santos diz, que é jogar para frente, que é ir para cima. A gente vem treinando sempre isso, ele fala todo momento em atacar, atacar, atacar e acho que no jogo de ontem não foi diferente. Então a todo momento a gente procurou atacar e foi feliz fazendo os gols - analisou antes de completar:

- Acho que me ajuda a intensidade dos treinamentos, com ele aqui se aprende muito, ele conversa comigo sempre, me dá as dicas, me dá os toques, e eu vou evoluindo a cada dia. Acho que era meio óbvio que a cada jogo vou jogar melhor, espero que no clássico eu possa jogar melhor do que foi a partida de ontem. Com um cara com a inteligência que ele tem não tem como você não evoluir - concluiu.

O Santos treina nesta sexta-feira e neste sábado para definir o time titular e finalizar a preparação para o clássico contra o Corinthians, neste domingo, às 16h, na Arena. O duelo é válido pela 10ª Rodada da Primeira Fase do Paulistão-2019.

Esporte