PUBLICIDADE
Topo

Perfil agrada, e Luiz Fernando é o primeiro pedido de Cuca no São Paulo

07/03/2019 19h20

Revelado nas categorias de base do Atlético-GO, o jovem atacante Luiz Fernando, de 22 anos, é o primeiro jogador a ser indicado pelo técnico Cuca como reforço para o São Paulo. Veloz e habilidoso, o atleta não virá para a capital paulista neste momento, mas o Tricolor garantiu a prioridade de compra na negociação por Diego Souza com o Botafogo.

Para liberar seu camisa 9 por empréstimo ao clube carioca, a diretoria tricolor pediu Luiz Fernando. O Botafogo não liberou, mas garantiu ao São Paulo que, caso haja alguma proposta ao atacante, que tem contrato até o fim de 2021, o Tricolor poderá cobrir qualquer oferta para contratar o jogador.

Embora ainda não venha reforçar o time do Morumbi, Luiz Fernando pode vestir a camisa do Tricolor nos próximos anos dependendo das negociações entre os clubes. O atacante tem características que agradam o técnico Cuca e vão de encontro ao novo planejamento do clube, isto é, um elenco sem tantos jogadores experientes, mas com diversos jovens talentos.

O novo São Paulo vai procurar jogar com velocidade pelos lados do campo. Por isso, a aposta do interino Vagner Mancini em garotos como Antony e Helinho como titulares nos últimos jogos. A aposta do clube após a chegada de Cuca é implementar uma ideia de jogo e trazer jogadores que possam se adaptar o mais rápido possível ao novo estilo. Pelo Botafogo, Luiz Fernando 65 jogos e oito gols marcados. O jogador tem 1.78 metros de altura e pesa 68 quilos.

Opinião do Setorista - Lazlo Dalfovo

"Luiz Fernando foi contratado no início de 2018, depois de se destacar no Atlético-GO, que fora rebaixado no Brasileiro no mês anterior. Pelo Botafogo, o atacante, sempre atuando pelas pontas, demorou a engrenar e, até pela sua timidez, a entrosar com o grupo alvinegro. O primeiro gol pelo clube carioca surgiu apenas 13 partidas após a sua estreia, contra o Vasco.

Mas foi diante do Flamengo, pela semifinal do Estadual, que o jogador de Tocantinópolis (TO) viveu o seu melhor momento pelo Botafogo. Marcou o gol que eliminou o Rubro-Negro e provocou o arquirrival em alusão ao "cheirinho". Virou titular incontestável sob o comando de Alberto Valentim e se tornou um dos destaques na campanha do título carioca.

Luiz Fernando não é artilheiro nato. Nem tem por característica ser o homem-gol, mas tem a sua importância sobretudo por arriscar jogadas agudas e, quase sempre, vencer os duelos um contra o um em velocidade. Com Zé Ricardo, já mais adaptado ao Botafogo, cresceu junto à equipe na reta final do Brasileiro passado.

Neste ano, Luiz Fernando foi deslocado em algumas ocasiões para atuar como articulador. Em todos os testes, foi mal e pouco rendeu, tanto que virou reserva. No último jogo, voltou a ser titular, como ponta, e ficou devendo novamente. O fato é que, aos 22 anos, ainda oscila, é inconstante até durante as partidas, porém já provou ter potencial e ser bom finalizador, vindo do lado de campo. Hoje, é um dos maiores ativos do Glorioso, que faz bem ao não abrir mão do jogador no acordo envolvendo o Diego Souza"

Esporte