PUBLICIDADE
Topo

Valencia diz estar focado no Botafogo, mas realça: 'Seria lindo voltar à La U'

06/03/2019 10h24

Constantemente procurado para entrevistas pela imprensa chilena, Leo Valencia não escondeu o desejo de retornar à Universidad de Chile, onde atuou em 2016, um ano antes de vestir a camisa do Botafogo.

O meia de 27 anos concedeu duas entrevistas, uma à Rádio Cooperativa e outra à Fox Sports Radio Chile, nas últimas horas. Para o primeiro veículo, Valencia frisou estar focado no Alvinegro, com quem tem vínculo registrado somente até o dia 9 de julho deste ano, sendo que, no acordo, está previsto uma renovação automática até o mesmo período de 2020.

- Esse tema tem que ser visto com meu agente, com o Botafogo e com La U. Estou nesse momento focado em continuar aqui, porque se não tenho nada concreto, quero seguir fazendo bem as coisas no Brasil. Estou muito feliz aqui. Não foi fácil o começo de temporada, porque me lesionei, mas com o decorrer dos jogos, tenho me sentido importante e estou jogando normalmente.

Ao fim de janeiro, Sabino Aguad, gerente de futebol da Universidad de Chile, chegou a admitir que estava no calcanhar do Botafogo para contratar Valencia, tido pelo Botafogo como "inegociável". Leo Valencia, no entanto, animou a torcida da La U.

- Não sei se posso ir para a La U. Meu representante não falou desse tema, nesse momento estou focado no Botafogo. Para ser possível a chegada a La U, eles têm que comprar meu passe, mas seria linda a opção de chegar (voltar) na La U, iria feliz - comentou Valencia, nesta semana.

BOTAFOGO JÁ SE POSICIONOU

Além da Universidad de Chile, o Colo-Colo foi outro clube chileno a sondar a situação de Valencia nos últimos dias. E, logo assim que os burburinhos surgiram, Gustavo Noronha, vice-presidente de futebol do Botafogo, externou aos interessados: Valencia não está no mercado.

- (Valencia) É um jogador importante para o clube e não está no mercado. Não existe a opção de emprestá-lo. Se ele sair será com uma venda definitiva pela cláusula rescisória. Isso está estipulado no contrato - avisou Gustavo Noronha, também à imprensa chilena.

Desde meados de 2017 no Brasil, Valencia não é unanimidade entre a torcida botafoguense, mas está amparado por seus números com a camisa da Estrela Solitária. Em 2018, por exemplo, marcou cinco gols e deu 11 assistências, em 49 partidas. O gringo tem a bola parada como principal arma e é peça importante no elenco enxuto de Zé Ricardo, que já o escalou quatro vezes em 2019.

Esporte