PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Saiba os principais trunfos do United para tentar a virada contra o PSG

06/03/2019 09h30

A tarefa não é fácil: reverter, fora de casa, uma vantagem de 2 a 0, contra o PSG, nas oitavas da Liga dos Campeões e com dez desfalques. O Manchester United, porém, apesar de todas essas adversidades tem condições e opções para conseguir tentar reverter o resultado.

Os Diabos Vermelhos contam com a boa fase de alguns jogadores, como o atacante Lukaku, que recuperou a boa forma e tem se destacado na equipe principal. Rashford, Shaw e o jovem Dalot são outras peças que tem funcionado bem para Solskjaer. Além disso, o United aposta na tradição.

TRADIÇÃO

O Manchester United é uma das equipes mais tradicionais da Europa, ao contrário do PSG, que tem retrospecto negativo na Liga dos Campeões. Os Diabos Vermelhos já conquistaram três títulos da competição. Um dos títulos foi histórico. Sob a batuta de Alex Ferguson, o United virou para cima do Bayern de Munique, com dois gols nos acréscimos e foi campeão em 1992. O gol que garantiu o cobiçado troféu foi marcado por Ole Gunnar Solskjaer, atual treinador do clube. Ferguson visitou e viajou com a atual delegação para Paris.

ARTILHEIRO

Dentro de campo, Lukaku se tornou um dos mais importantes nos últimos jogos. Reserva com Solskjaer, o belga ganhou chances nas últimas duas rodadas da Premier League e agarrou a oportunidade. Nos últimos dois jogos foram quatro gols, inclusive o que garantiu a vitória, no último minuto, contra o SOuthampton, na última rodada do Inglês. Com 13 gols, Lukaku é o vice-artilheiro da equipe.

PAREDÃO

Em caso de sofrer gols, a tarefa do United fica ainda mais difícil contra o PSG. A equipe, porém, conta com um dos melhores goleiros da atualidade. Em seis jogos na Liga dos Campeões, o goleiro foi vazado em apenas três. O espanhol tem se destacado com importantes defesas e é uma das garantias do sistema defensivo de Solskjaer.

ENTROSAMENTO

Os desfalques não são novidades no United. Não é de hoje que a equipe tem que se virar com peças alternativas. Um dos trunfos de Solskjaer e que lhe rende elogios na imprensa europeia é como o Manchester consegue manter o estilo de jogo mesmo sem jogadores importantes. O entrosamento é outro ponto a favor dos Diabos Vermelhos.

BRASILEIRO NA ÁREA

Na última rodada, o United venceu o Southampton, por 3 a 2 e entrou no G4 da Premier League. Uma das boas notícias foi a grande atuação de Andreas Pereira, com um gol e uma assistência. O jogador preenche a lacuna de Herrera e Pogba no meio e vai ter outra grande oportunidade de garantir, ainda mais, o seu espaço. Fred é outro brasileiro que pode ganhar uma chance.

PROTAGONISTA

Um dos principais destaques do United sob o comando de Solskjaer é Rashford. O jovem atacante inglês subiu de produção com o treinador norueguês. Apesar de novo, Rashford é o quarto artilheiro do Manchester, com dez gols, além de oito assistências. Contra o PSG, a vaga de protagonista está aberta e o jogador tem o potencial necessário para assumi-la.

SOLSKJAER

O grande trunfo, porém, da fase recente do Manchester United é Solskjaer. Na partida de ida, foi envolvido pelo esquema de Tuchel, que improvisou Dani Alves e Marquinhos no meio e contou com a boa atuação de Di Maria e Mbappé. Em seu primeiro confronto internacional, Solskjaer não foi bem. Com os ajustes devidos e a motivação correta, o treinador pode praticamente garantir sua contratação em caso de conseguir a classificação. Um estímulo e tanto para buscar a vitória.

LATERAL

Com a lesão de Valencia e Darmian, a vaga na lateral ficou aberta. Coube ao jovem português Dalot, de 19 anos, preencher a lacuna. O jogador foi bem e deve ser o titular. Contra o Southampton, entrou no lugar de Sánchez e concedeu uma assistência. No lado esquerdo, Luke Shaw se estabeleceu como um dos melhores laterais da Premier League e é outro destaque da equipe.

*sob a supervisão de Valdomiro Neto

Esporte