PUBLICIDADE
Topo

Após bronca, Galiotte não aceitará outro 'erro gravíssimo' de Deyverson

06/03/2019 14h26

A confusão criada por Deyverson com vídeos na internet anunciando sua saída e depois a permanência do Palmeiras foi o último erro que a diretoria irá tolerar do atacante. O presidente Maurício Galiotte disse que tratou diretamente o caso, considerado por ele "gravíssimo".

- O Deyverson faz parte da nossa equipe, do nosso quadro, tem conosco um ambiente muito saudável, mas cometeu um erro, eu mesmo tratei o assunto, falei com o Deyverson. Ele cometeu um erro gravíssimo e eu disse a ele que não vai se repetir, em relação aos vídeos que vazaram na internet - disse Galiotte, em entrevista ao Sportv.

O Verdão negociou com o Shenzhen FC, da China, a venda de Deyverson, que poderia chegar a 15 milhões de euros (R$ 64,8 milhões). Os clubes chegaram a um entendimento, mas o atacante desejou permanecer. O anúncio foi feito por Luiz Felipe Scolari, após o empate com o Santos.

No dia seguinte, vazaram dois vídeos nas redes sociais: primeiro de Deyverson dizendo a amigos que iria deixar o clube, e na sequência outro alegando que o post anterior era uma brincadeira e que ficaria no Verdão. O caso irritou muito a torcida, e obrigou o centroavante a pedir desculpas à diretoria e aos palmeirenses.

- Ele tem contrato, queremos que ele fique também, o que ocorreu foi uma situação em que o próprio empresário trouxe uma situação de negociação, que não foi adiante. Ele está conosco, mas volto a repetir: não pode vazar um vídeo ou outro que expõe nossa marca. Não vamos aceitar. Que ele faça o que sabe: gols. Assim nos ajudou a sermos campeões brasileiros - encerrou.

Além da polêmica nas redes sociais, Deyverson está suspenso no Campeonato Paulista por ter cuspido em Richard durante clássico contra o Corinthians, em fevereiro. O jogador já cumpriu quatro deles, e está liberado para atuar na Libertadores. Pode, inclusive, ser titular nesta quarta-feira, na estreia do Verdão contra o Junior Barranquilla (COL), às 21h30.

Esporte