PUBLICIDADE
Topo

OPINIÃO: 'É hora do Mengão mostrar novo enredo na Libertadores'

05/03/2019 07h50

A terça-feira de Carnaval reserva momentos desafiadores para o Flamengo. Em sua estreia na fase de grupos da Copa Libertadores, o Rubro-Negro terá de desfilar um futebol digno, tanto de vestir a fantasia de favorito a tudo o que disputar, quanto de lidar com os apuros da altitude de Oruro, diante do San José (BOL).

É inegável que as vitórias sobre o Americano e a Portuguesa elevaram a autoestima do elenco às vésperas da equipe iniciar sua caminhada, e a dupla Gabigol e Bruno Henrique se mostra cada vez mais afinada. No entanto, o bom desempenho e a leve evolução na troca de passes do meio para a frente não podem mascarar alguns problemas da equipe.

O Flamengo segue hesitante na defesa e em alguns momentos na transição para o meio. Na quinta-feira passada, Arrascaeta voltou a dormir no ponto e deu margem para um contra-ataque que culminou no gol da Lusinha. Questionado sobre a jogada, Abelão disse: "não era para ele estar ali". Como fazer para o ritmo não atravessar, principalmente contra um adversário mais traiçoeiro como o San José?

Além disto, a altitude de mais de 3.750 metros exigirá mais do que fôlego dos flamenguistas. O risco das bolas alçadas na área aumenta para a dupla de zaga. Já os chutes de longe ganham muita potência e darão trabalho a Diego Alves.

Para botar seu bloco em campo em Oruro, cabe ao Rubro-Negro agir com cautela, calibrar o pé e respirar fundo, mesmo diante da altitude. Mas, acima de tudo, a equipe comandada por Abel Braga tem de esquecer a euforia em torno do seu elenco. Caso contrário, seu enredo nesta Copa Libertadores será o mesmo de carnavais mais recentes.

Lamentável...

Foi irresponsável a atitude de Rodolfo Landim pedir licença de 11 dias para fazer uma "viagem particular". O Flamengo precisava de seu mandatário, neste momento em que ainda lida com cicatrizes da tragédia no Ninho do Urubu e está prestes a estrear na Copa Libertadores.

Hora de atitude

Athletico-PR, Atlético-MG, Internacional, Grêmio, Palmeiras e Cruzeiro também iniciarão suas respectivas sagas na fase de grupos da Copa Libertadores. Os brasileiros têm de estar "escaldados", pois o pífio futebol que custou a eliminação do São Paulo para o modesto Talleres (ARG) na primeira fase deixou bem claro o quanto é preciso mostrar atitude na competição.

Esporte