PUBLICIDADE
Topo

Na lista da seleção paraguaia, Gatito pode desfalcar Botafogo em três jogos

05/03/2019 08h00

No último sábado, Eduardo Berizzo, treinador da seleção paraguaia, anunciou os 23 jogadores que não atuam no país que farão parte do grupo que vai disputar dois amistosos em março. O Paraguai vai enfrentar Peru e México nos dias 22 e 26, respectivamente, em preparação para a Copa América 2019, que acontece no Brasil.

O goleiro do Botafogo Gatito Fernandez, que é um dos principais nomes da equipe carioca e um dos jogadores mais queridos pela torcida, está presente na lista. Por se tratar de uma data Fifa, o Alvinegro não pode pedir que Gatito seja desconvocado.

Com a convocação, Gatito Fernandez pode desfalcar o Glorioso em três partidas do Campeonato Carioca. No dia 21, a equipe enfrenta a Portuguesa, pela 5ª rodada da Taça Rio. No dia 24, o adversário é o Americano, pela 6ª e última rodada da competição. Caso avance para as semifinais, é bem difícil que o goleiro atue, já que os confrontos estão marcados para os dias 27 e 28 deste mês.

NÚMEROS DO BOTAFOGO COM E SEM GATITO

Em 2017, Gatito participou de 58 partidas. Foram 24 vitórias, 15 empates e 19 derrotas. A equipe sofreu 59 gols (1,02 por partida). Sem o goleiro, 14 jogos. Seis vitórias, três empates e cinco derrotas. Foram 13 gols sofridos (0,92 por jogo). As grandes atuações de Gatito na fase preliminar da Libertadores foram fundamentais para que a equipe se classificasse para os grupos.

No ano seguinte, por conta de uma lesão no punho direito, o paraguaio atuou bem menos com a camisa botafoguense. Foram 18 partidas, com 10 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Ao todo, sofreu 17 gols (0,94 por jogo). Sem Gatito, o Botafogo disputou 44 partidas, sendo 14 vitórias, 13 empates e 17 derrotas. Foram 58 gols contra nesse período (1,32 por jogo).

Neste ano, o Botafogo contou com o goleiro titular em dez partidas, com cinco vitórias, dois empates e três derrotas. Gatito sofreu sete gols até aqui (0,7 por jogo). Por enquanto, foi apenas um jogo sem o paraguaio. A derrota para o Volta Redonda por 1 a 0.

A VEZ DE DIEGO CAVALIERI

Com a aposentadoria de Jefferson no fim de 2018, a diretoria botafoguense se viu na obrigação de contratar um goleiro para ser reserva de Gatito Fernandez, muito por conta das convocações para a seleção paraguaia.

O nome escolhido foi o do experiente Diego Cavalieri, campeão brasileiro pelo Fluminense e com passagens por Europa e Seleção Brasileira.

Diego Cavalieri não disputou partidas em 2018. Contratado pelo Crystal Palace-ING em março, foi dispensado três meses depois. Desde então, o goleiro estava sem clube.

Pelo Botafogo, Cavalieri fez uma partida até o momento. O goleiro estreou na derrota por 1 a 0 para o Volta Redonda, na primeira rodada da Taça Rio. Apesar do resultado adverso, não teve culpa no gol e ainda fez uma grande defesa no fim da partida, evitando um placar mais elástico.

Esporte