PUBLICIDADE
Topo

Bruno Henrique lembra da última ida a Barranquilla com 'carinho especial'

04/03/2019 16h00

O Palmeiras estreia nesta quarta-feira na Libertadores contra o Junior Barranquilla, na Colômbia, assim como aconteceu na edição passada. O jogo de 2018 gera um sentimento especial em Bruno Henrique, pois foi nele que começou a ganhar créditos com a torcida.

Antes bastante criticado, o camisa 19 foi escalado como titular por Roger Machado e fez dois gols na vitória por 3 a 0. Se muitos torcedores brincam que uma entrada sofrida naquela noite serviu para o "exorcismo" do então ex-corintiano, para ele todo o confronto foi marcante.

- Tenho um carinho especial pelo jogo contra o Junior porque foi o meu primeiro como titular no ano passado e tive a felicidade de atuar bem e marcar dois gols. Foi muito bom também coletivamente começar a Libertadores vencendo um adversário muito difícil e como visitante. Depois daquele confronto, tive uma continuidade e consegui atuar o ano todo. Tenho um carinho especial sim, mas agora é virar a página e temos de fazer tudo de novo - afirmou Bruno, em entrevista à TV Palmeiras.

Contratado no meio de 2017 do Palermo (ITA), Bruno não teve um bom início pelo Verdão: foram 17 partidas e dois gols naquela temporada, mas não o suficiente para agradar à torcida. Tanto que chegou a entrar em uma "lista de demissões" criada pela Mancha Alviverde.

- Eu cheguei em 2017 no momento em que era o fim da temporada na Itália e meio da temporada aqui no Brasil. Não tive férias e cheguei já jogando. Isso me atrapalhou e fez com que eu oscilasse bastante. Acabei até ficando no banco e jogando pouco. Com o mês de férias e o mês de pré-temporada, pude descansar e recarregar as energias e isso foi fundamental para eu poder voltar a jogar em alto nível e ter o desempenho que tive em 2018 - explicou.

A partir do jogo em Barranquilla, de fato, a história do volante começou a mudar no Verdão. Já peça importante na equipe de Roger Machado, virou homem de confiança de Luiz Felipe Scolari, que o manteve como capitão. O camisa 19 foi o responsável, inclusive, a levantar a taça de campeão brasileiro. Bruno fez 66 partidas e 16 gols em 2018.

Esporte