PUBLICIDADE
Topo

Gustagol passará por exames, e diretor do Corinthians reclama de zagueiro

MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: MIGUEL PESSOA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

03/03/2019 20h59

Depois de levar uma dura entrada na perna esquerda do zagueiro Luizão, do São Bento, Gustagol passará por exames médicos nesta terça-feira, durante reapresentação do Corinthians no CT Joaquim Grava. A pancada coloca em dúvida sua presença no clássico com o Santos, no domingo (10) e foi motivo de revolta do diretor-adjunto de futebol do clube, Jorge Kalil.

Gustagol foi atingido pelo defensor do São Bento no momento em que puxava um contra-ataque pelo lado direito, aos 43 minutos do segundo tempo, e acabou deixando o gramado mancando por causa das dores. No lance, o árbitro Luiz Flavio de Oliveira marcou a falta e advertiu Luizão com o cartão amarelo.

"Na minha avaliação, supostamente foi uma entrada desleal. O Gustavo está lá [no vestiário] sentindo muita dor e, talvez, na interpretação de muita gente, seria uma entrada para cartão vermelho. Não estou discutindo a arbitragem, é apenas um protesto. Não se faz isso com um colega de profissão", declarou Kalil após a partida.

As dores do jogador também foram motivo de preocupação para a torcida, que demonstraram apreensão nas redes sociais. O técnico Fábio Carille também falou sobre o jogador depois do jogo, mas preferiu adotar a cautela para se referir sobre a possibilidade de desfalque.

"É muito cedo para falar. Mas ele será avaliado, está tranquilo. Ele entrou aqui com astral melhor, menos dores. É, claro, ele precisa passar por uma bateria de exames para saber o que realmente é. O Gustavo é um jogador que tem feito a diferença, está surpreendendo positivamente, porque não esperava o rendimento dele como esse e está sendo muito importante", disse o treinador.

Gustagol tem sido peça fundamental do Corinthians neste início de ano, sendo o artilheiro da equipe com oito gols marcados e duas assistências.

Esporte