PUBLICIDADE
Topo

Após encerrar jejum, Borja vê briga por vaga aumentar no Palmeiras

03/03/2019 08h00

Nos últimos 30 dias, Borja foi a única opção do Palmeiras para a vaga de centroavante. Depois de quatro jogos em branco, o colombiano voltou a marcar contra o Ituano, a última partida sem concorrência da série. Para o duelo desta quarta-feira, contra o Junior Barranquilla (COL), Luiz Felipe Scolari terá três candidatos disponíveis na posição.

Isto porque Deyverson, que ainda cumprirá mais dois jogos de suspensão no Paulista, está liberado para atuar na Libertadores. E Arthur Cabral, fora da lista dos inscritos no Estadual, entrou na relação dos 30 para o torneio continental.

Ainda que a torcida tenha grande expectativa de ver o ex-atleta do Ceará jogando, ele é o que está mais atrás na disputa. Além de ser recém-chegado, Arthur teve de fazer um trabalho para corrigir as dores que sentia no púbis, além de um reequilíbrio físico.

Deyverson, portanto, é o principal adversário de Borja. O camisa 16 por pouco não foi vendido para Shenzhen FC, da China, mas decidiu permanecer. A decisão contou com o apoio de Felipão, que o considera um homem de confiança, apesar dos constantes atos de indisciplina.

Para o estilo de jogo que agrada ao treinador, Deyverson se encaixa melhor, por ter mais facilidade em fazer o pivô do que Borja, e por saber explorar melhor as jogadas pelo alto.

Junta-se com a questão de característica, o fato de o colombiano estar jogando partidas em seguida, e por isso há a chance de Deyverson começar jogando na quarta-feira, em Barranquilla - sábado que vem, contra o Mirassol, Borja é de novo o único disponível.

Ricardo Goulart, ainda que tenha sido usado no segundo tempo do Ituano mais à frente, não é visto por Felipão como um potencial centroavante. Jogará onde está acostumado, como meia.

Com três gols no ano, Borja é o artilheiro do Palmeiras e tem a seu favor o histórico contra a equipe colombiana, da qual é torcedor desde pequeno. Em 2018, o Verdão também enfrentou o Junior na fase de grupo, e o camisa 9 fez quatro gols em dois jogos.

Esporte