PUBLICIDADE
Topo

Veja o que aconteceu de mais importante no esporte nesta sexta

01/03/2019 22h15

O dia do mundo esportivo continua agitado. Nesta sexta-feira, a negociação do Botafogo pelo atacante Diego Souza ganhou um novo capítulo. E as buscas do Alvinegro não param por aí. Com a virada do mês, o vínculo entre a Caixa Econômica Federal e o Botafogo chegou ao fim. Agora, o clube carioca procura um novo patrocinador para ocupar o lugar da estatal. O LANCE! traz o resumo do dia, com as principais notícias.

DE LICENÇA

Eleito presidente do Flamengo em dezembro de 2018 e estando no cargo desde 1º de janeiro, Rodolfo Landim pediu licença alegando uma "viagem particular". Com isso, o mandatário não estará no comando do clube por 11 dias, iniciando na próxima segunda-feira e retornando no dia 16.

Neste período, quem assume é Antonio Alcides, o presidente do Conselho Deliberativo, uma vez que Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-presidente geral e jurídico do clube da Gávea, também pediu licença - alegando o mesmo motivo de Landim - . A informação foi divulgada pelo jornalista Lauro Jardim.

NOVO UNIFORME

O Palmeiras jogará a Libertadores com uma camisa inspirada no seu título na competição, em 1999. Nesta sexta-feira, a Puma divulgou o terceiro uniforme que preparou para o clube e o modelo é azul, muito similar ao utilizado por Marcos na decisão do torneio continental de 20 anos. O ex-goleiro aparece como garoto-propaganda da ação.

REFORÇO PARA A LATERAL

É oficial! O Santos contratou o lateral-esquerdo Felipe Jonatan nesta sexta-feira. O Peixe pagou os R$ 6 milhões à vista que o Ceará cobrava antes de liberar o atleta de 21 anos. O jogador assinou com o Alvinegro até o fim de 2024.

Felipe Jonatan chega para ser titular do Santos após Orinho não ter agradado o técnico Jorge Sampaoli. Além disso, o Menino da Vila tem contrato até maio deste ano.

CHEGADA AO TIMÃO

O Corinthians anunciou a contratação do meia Régis. O jogador de 26 anos foi emprestado pelo Bahia até o final da temporada e sua contratação foi um pedido do técnico Fábio Carille. Régis já vinha treinando no CT Joaquim Grava desde a semana passada e foi anunciado nesta sexta-feira.

Régis chega ao Corinthians com valor de compra fixado por 50% dos direitos econômicos. Ele ainda tem contrato com o Bahia até o fim de 2020.

NEGÓCIO COMPLICADO

O Botafogo ainda busca um acerto com o atacante Diego Souza. Entre o clube e o atleta, os valores em relação a salários estão praticamente certos. Entretanto, a negociação não avança por conta do São Paulo, que cobra, de acordo com a apuração do LANCE!, em torno de R$ 3 milhões por conta de uma dívida referente a Henrique Almeida. O Glorioso não reconhece essa dívida e discute os valores na justiça.

A negociação foi feita pelo então presidente Maurício Assumpção. Carlos Eduardo Pereira, que assumiu o posto em 2015, assumiu a dívida da antiga gestão e, desde então, busca parcelar essa quantia com o São Paulo, que nunca aceitou, pedindo o pagamento da mesma de forma integral, algo que o Botafogo não pode oferecer, por conta das dificuldades financeiras.

ACORDO NA JUSTIÇA

Com o fim de fevereiro, o Palmeiras também finalizou uma ação de Edmundo contra o clube, que corria na 35ª Vara do Trabalho de São Paulo do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região (TRT-2) desde 2009. Depois de dez anos com discussões judiciais, o Verdão entrou em acordo com o ex-jogador para quitar esta dívida trabalhista - homologada pela juíza Juliana da Cunha Rodrigues no valor de R$ 1.018.711,41. O pagamento será efetuado em dez parcelas.

A ação trabalhista de Edmundo contra o Palmeiras foi por cobranças de multa do artigo 467 da CLT, salário vencido/retido, cumprimento de norma coletiva, atleta profissional e diferença de recolhimento. Pelo acordo estabelecido entre as partes, um eventual inadimplemento nos pagamentos das parcelas por parte do clube ao ex-jogador fará com que uma multa de 50% seja aplicada sobre o saldo em aberto, além de juros e correção monetária.

NOVA MULTA

O Atlético-MG parece estar sem sorte neste início de Libertadores. Após ser multado pelo imbróglio no suposto atraso para enviar a lista de inscritos da Libertadores do clube à Conmebol, o alvinegro sofreu nova sanção. Desta vez, devido a uma quebra de regulamento que versa sobre o uso da marca da Libertadores no uniforme dos clubes.

O Galo foi multado novamente em 5 mil dólares, cerca de R$ 18,7 mil, por utilizar os patchs da competição entre a marca de um de seus patrocinadores, a MRV, que estampa seu logo na manga do uniforme alvinegro. A punição não cabe recurso.

CRUZEIRO CONFIRMA PATROCINADOR

O Cruzeiro confirmou oficialmente seu novo patrocinador máster para a temporada 2019. Após vazar para a imprensa, o Banco Renner foi confirmado pelo clube, nesta sexta-feira, 1º de março. A instituição financeira do Rio Grande do Sul estampará a marca de um de seus produtos, a conta digital Digi+.

Um vídeo institucional viralizou na internet, confirmando a parceria entre Raposa e Renner. Inclusive, um dos nomes mais famosos do time, o meia Thiago Neves, aparece elogiando a chegada do novo patrocinador e como a marca ficou na camisa celeste - o modelo novo já foi vazado na grande rede.

POSE 'SENSUAL' EM PESAGEM

Nesta sexta-feira, aconteceu a pesagem do UFC 235, em Las Vegas (EUA) - o evento será realizado neste sábado, dia 2 de março, na T-Mobile Arena. Todos os 24 lutadores bateram o peso e confirmaram suas respectivas lutas, incluindo as duas disputas de cinturão. O campeão Jon Jones não teve problemas para marcar 93kg. Depois, brincou com jornalistas e fez pose "sensual" para descontrair. Já o desafiante Anthony Smith, mais sério, bateu 92,8kg.

Os brasileiros bateram o peso com tranquilidade. Nos meio-pesados, Johnny Walker registrou 93,2kg. Já o seu oponente, Misha Cirkunov, bateu 93,4kg. No peso-galo, Pedro Munhoz e o ex-campeão Cody Garbrandt ficaram com 61,7kg. Polyana Viana, que faz a primeira luta do card, pesou 52,4kg, enquanto Hannah Cifers ficou mais leve com 51,7kg.

BUSCA POR NOVA PARCERIA

Com a virada do mês, encerrou o vínculo que a Caixa Econômica Federal possuía com o Botafogo. Uma das principais fontes de receitas do futebol brasileiro nos últimos tempos, o banco estatal não estendeu contrato com clube algum, e o Alvinegro, assim, deixará de receber os R$ 10 milhões anuais da parceria. Por ora, o clube aguarda um acordo com um novo patrocinador.

Neste sábado, em duelo com o Volta Redonda, por exemplo, o Glorioso atuará com a logomarca do Sou Botafogo, o programa de sócio-torcedor do clube. A revelação e detalhes das negociações do Botafogo com potenciais parceiros, não só para o espaço mais nobre na camisa, foram externadas por Ricardo Rotenberg, vice-presidente de comercial e marketing do clube, ao LANCE!.

Esporte