PUBLICIDADE
Topo

Ronaldinho inaugura exposição e recebe homenagem no Maracanã

28/02/2019 17h11

Ronaldinho Gaúcho segue colhendo frutos após encerramento de sua carreira e sendo retratado em grandes obras. Após entrar no Calçada da Fama no Maracanã, o "Bruxo" inaugurou o seu espaço no estádio, nesta quinta-feira. Um par de chuteiras, as pegadas registradas no início do ano, e uma camisa do Barcelona relembraram um dos melhores momentos dentro de campo.

Além disso, o artista mineiro Camaleão, que fez as obras de arte de Ronaldinho, também esteve presente na cerimônia de apresentação. Ele desenhou 11 quadros com o craque e ficaram expostas no Tour do Maracanã até o dia 10 de março.

- Feliz de voltar ao Maracanã recebendo esse presentão do meu amigo. É difícil até encontrar palavras para descrever essa emoção. Nunca pensei que isso fosse acontecer comigo quando eu parasse. É mais um presente - disse o craque.

- É maravilhoso ser lembrado nesse estádio. É uma das tristezas da época do Flamengo, de não ter jogado no Maracanã. Mesmo assim, ser homenageado é um presente que poucos têm oportunidade. Fico feliz - complementou.

A estação sobre a carreira de Ronaldinho Gaúcho conta com um par de chuteiras usadas pelo jogador, uma camisa do Barcelona e as marcas dos pés do craque. Agora, ele entrou para o seleto grupo, que tem o espaço no Maracanã: Pelé, Garrincha e Marta.

O artista Camaleão comentou sobre a inspiração nas obras. Ele destacou que nada foi feito pensando na carreira, mas na criação de lances em que ele o "Bruxo" poderia fazer dentro de campo.

- A ideia da exposição foi não focar na história, na carreira, mas sim nos fragmentos do gênio. A primeira coisa que veio foi criar lances que não aconteceram, mas que nos pés do Ronaldo poderiam acontecer - explicou.

Ronaldinho Gaúcho soma nove títulos internacionais - sendo os principais Copa do Mundo, Copa das Confederações e Copa América, pela Seleção Brasileira; e Liga dos Campeões, Libertadores e Recopa, pelo Barcelona e Atlético-MG. E seis títulos nacionais: quatro pelo Barcelona, um pelo Milan e a Copa do Brasil pelo Galo.

Esporte