PUBLICIDADE
Topo

Perto de ficar sem concorrente, Borja tem novo clássico para provar valor

23/02/2019 08h00

Sem sombra, mais responsabilidade. Esse é o quadro em que Borja se encontra no Palmeiras no momento. O colombiano já tinha vaga cativa no time porque Deyverson pegou suspensão de seis jogos no Campeonato Paulista e, agora, fica ainda mais dono da posição de centroavante com o colega a caminho da China. Mas o camisa 9 precisa provar seu valor, a começar neste sábado, contra o Santos, às 19h, no Allianz Parque, pela oitava rodada do Estadual.

Borja foi um dos principais alvos de críticas da torcida no último clássico, também em casa, com uma apática atuação na derrota por 1 a 0 para o Corinthians, no dia 2. No domingo passado, no 0 a 0 diante da Ferroviária, em Araraquara não só teve outra partida contestada como viu um vídeo em que Lucas Lima lhe "rouba" a bola viralizar nas redes sociais. É hora de acordar.

No ano passado, foi exatamente contra o Santos, no Allianz Parque, pela primeira fase do Paulista, que Borja começou a ganhar um pouco de confiança da torcida. Balançou as redes na vitória por 2 a 1 naquele clássico de 4 de fevereiro, o seu segundo no torneio, embalando para se tornar o primeiro estrangeiro a ser artilheiro do Estadual em 105 anos, com sete gols.

A expectativa da torcida é que Borja retome a eficiência do começo da temporada, quando fez seus dois únicos gols no ano logo em seus dois primeiros jogos como titular, fora de casa, contra Red Bull e São Caetano. Seria mais importante ainda balançar as redes diante da torcida, já que não faz gol no Allianz Parque desde a vitória por 3 a 0 sobre o Fluminense, em 14 de novembro, pelo Campeonato Brasileiro.

Pessoalmente, o artilheiro do Palmeiras na temporada passada, com 20 gols, e da Libertadores, com nove, também precisa mostrar que merece continuar no time. Deyverson está próximo mesmo de ser vendido, mas Arthur Cabral, contratado do Ceará, deve ser inscrito na sua vaga no mata-mata, já que evoluiu das dores que sentiu no púbis. Além disso, embora tenha ressaltado que prefere jogar como meia-atacante, Ricardo Goulart também será sombra.

São os ingredientes de motivação para Borja, finalmente, encantar e convencer os torcedores nesta temporada. Nada melhor do que um clássico exatamente para o colombiano que balançou as redes de todos os tradicionais adversários do Palmeiras no Campeonato Paulista do ano passado.

Esporte