PUBLICIDADE
Topo

Pontos fortes: como Botafogo e Vasco chegam para o clássico deste sábado

22/02/2019 14h25

O clássico entre Botafogo e Vasco promete equilíbrio e bom nível, tendo em visto a boa fase das duas equipes, que, neste sábado, às 19h30 (de Brasília), se enfrentam pela primeira rodada da Taça Rio, no Estádio Nilton Santos.

Para apimentar o confronto, o LANCE! lista trunfos e pontos fortes que animam as duas torcidas. Cabe destacar que o Botafogo está invicto há quatro jogos, com um aproveitamento de 100% no período, enquanto o Vasco é o atual campeão da Taça Guanabara.

OS TRUNFOS DO BOTAFOGO

- Fator casa

O Botafogo terá a oportunidade de voltar a jogar um clássico em sua casa em 2019. Após cobrar com a vexatória eliminação na Taça Guanabara, a torcida está empolgada com a boa fase da equipe e promete estar em bom público no Estádio Nilton Santos, o que não ocorreu no clássico diante do Flamengo, ainda pela terceira rodada do turno do Estadual, quando o Alvinegro perdeu.

Os ingressos da partida custam entre R$ 16 e R$ 60. O fator casa pode ser fundamental para que a balança pende para o lado mandante, que soma apenas quatro pontos na classificação geral e precisa se reabilitar para ontem.

- Sequência muito positiva

Após o já citado início ruim na temporada, o Botafogo está encaminhando um bom trabalho. Nas últimas quatro partidas do calendário, o time de Zé Ricardo venceu todos os compromissos, por três competições diferentes, e ainda não levou gol no período.

Neste ínterim, o Botafogo bateu o Boavista, o Defensa y Justicia-ARG, por duas vezes, e o Campinense. Diante da equipe de Bacaxá, a equipe alcançou o primeiro triunfo em 2019 e emendou para as classificações na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil - em ambas para a segunda fase.

- Ótima fase de Erik

O Botafogo também conta com um ótimo personagem no ataque: Erik. O atacante já marcou quatro gols nesta temporada e de uma assistências. Dos números, três bolas na rede surgiram no confronto diante do Defensa. A confiança do jogador está elevada ao ponto de o camisa 11 chamar a responsabilidade para cobrar pênalti em momento decisivo na Argentina.

OS TRUNFOS DO VASCO

- Invencibilidade na temporada

Se o Botafogo não sabe o que é perder há quatro jogos em 2019, o Vasco, por sua vez, pode se gabar por ainda não ter ido ao vestiário com o sabor da derrota. Em nove jogos, o Cruz-Maltino venceu oito partidas e empatou uma, sendo que, pelo Carioca, todos os compromissos foram vencidos.

O empate citado surgiu na Copa do Brasil, pela primeira fase. Por falar na competição nacional, o time de Alberto Valentim chega para o Clássico da Amizade após uma classificação mais tranquila, desta vez à terceira fase. Além disso, são 17 gols marcados e apenas quatro sofridos.

- Título na bagagem

A boa fase do Vasco culminou no título da Taça Guanabara, no último fim de semana. O fator pode ser traiçoeiro no caso de a equipe cruz-maltina não entrar com a mesma gana no returno do Estadual. Tratando-se da cobrança de um enérgico Valentim à beira do campo, é difícil imaginar que os seus comandados amoleçam e tirem o pé, ainda mais em um clássico.

- Bruno César e Maxi López com 'fome'

Talvez os jogadores mais badalados do Vasco, Bruno César e Maxi López estão adquirindo a melhor forma física aos poucos. O meia foi contratado junto ao Sporting-POR recentemente e, nas duas últimas rodadas, começou a partida entre os titulares. Com cinco jogos ao todo, tem sido elogiado e, certamente, está ávido por ir às redes pela primeira vez com a camisa vascaína.

Maxi, por sua vez, ainda não apresentou o futebol que colaborou diretamente com a permanência do Vasco na Série A, em 2018. Até aqui, o argentino soma apenas um gol na temporada, marcado de pênalti, na Copa do Brasil, e é outro que está entalado para voltar à fase artilheira. Olho na dupla de estrelas.

Esporte