PUBLICIDADE
Topo

'Garçom' do Corinthians, Sornoza se derrete pela Fiel: 'É impressionante'

21/02/2019 15h49

Dono de cinco assistências em sete jogos oficiais na temporada, o equatoriano Junior Sornoza é o maior "garçom" do Corinthians neste começo de 2019. Satisfeito com a reta inicial da temporada no Timão, está encantado pela Fiel Torcida, principalmente depois do que viveu na Arena, quando a equipe sofreu dois gols em 10 minutos do Avenida e colocou em xeque a classificação.

Mesmo depois dos gols, a torcida presente em Itaquera seguiu apoiando o time e, sem vaias nos 90 minutos, deu mais forças para o Corinthians corresponder em campo e virar o jogo. Para Sornoza, isso não teria acontecido em outro clube. Sorrindo, o ex-jogador do Fluminense falou sobre a boa sensação que viveu na última quarta-feira e sobre o bom momento no clube.

- Para mim, foi um sentimento muito bom. Com um resultado atrás e a torcida lá para apoiar, acho que é algo importante demais. Não sentimos a pressão de estar com 2 a 0 e a torcida também contra. Por isso, corremos e lutamos até o último minuto. Impressionante. Foi algo que me surpreendeu muito, muito. De verdade - disse, em conversa com o LANCE!, no CT Joaquim Grava, nesta quinta-feira, e seguiu:

- Porque se eu tivesse em outro time, com 2 a 0 contra, acho que todo mundo iria sair xingado, com mentalidade que não seria positiva. Aqui, é tudo ao contrário. É diferente.

As cinco assistências de Sornoza (duas na Copa do Brasil, duas no Paulistão e uma na Copa Sul-Americana) o colocam quase em igualdade com o restante do time inteiro. Até aqui, foram 11 gols marcados com passes de jogadores antes da finalização. Pedrinho tem dois passes para gol, Gustavo, André Luis, Love e Jason têm uma cada.

- Graças a Deus, estou conseguiu dar assistências aos meus companheiros, ainda não consegui fazer gol, mas o time inteiro está correndo, está lutando, então a gente está procurando sempre fazer o melhor dentro de campo. Temos de trabalhar, ajudar os companheiros, fazer tudo que o professor quer e estamos em um bom caminho - ponderou.

Bate-bola com Sornoza:

Como decide quem bate as faltas? Gustagol também é candidato?

Ali na hora a gente decide quem bate. Estamos sempre treinando, buscando melhorar nas faltas. E a gente treinou. Gustavo fez muitos gols de falta nos treinos. Estamos aí para ajudar a todos os companheiros.

Como garçom do time, prevê uma boa parceria com Jadson no meio?

O professor que decide quem joga. Nós estamos aí para fazermos o melhor. Professor decide. Vamos fazer sempre o melhor dentro de campo. Todo mundo tem responsabilidade. Sabe o que tem de fazer. Estamos sempre procurando melhorar.

Qual a explicação para os vacilos do Corinthians contra times chamados menores? Antes do jogo, você já havia tentado explicar...

- Sabíamos mais ou menos o que poderia acontecer no jogo. Não esperávamos que eles fizessem dois gols cedo. Aconteceu. Tivemos uma resposta muito boa e pudemos marcar ainda no primeiro tempo, algo que nos deu muita confiança. Nos falamos, falamos que tínhamos que pressionar e ocupar espaços deixados pelo rival e conseguimos fazer o gol. Muito importante pela corrida, pela luta e pelo jogo. A gente não conseguia encontrar uma resposta nos primeiros dez minutos, mas tivemos uma reação muito boa. Todo mundo se cobrou.

Corintihans tem um jogo importantíssimo (contra o Racing, pela Sul-Americana) na próxima quarta. Como está fisicamente? Pode ser poupado do jogo de domingo (contra o Botafogo, de Ribeirão)?

- Estou bem. Se o professor decidir que eu jogo, vou jogar. Se não, trabalharei sempre para dar o melhor de mim ao clube.

Esporte