PUBLICIDADE
Topo

Presidente do Grêmio pede que CBF libere áudio de conversa entre árbitros no VAR

20/02/2019 20h39

Na próxima sexta-feira, a CBF vai organizar uma reunião com os 20 times da Série A para decidir se o VAR será utilizado no Brasileirão deste ano. Entre os clubes a favor da tecnologia, o Grêmio promete lutar nos bastidores para que o projeto seja aprovado e que os clubes possam ouvir o dialogo da arbitragem na hora dos lances polêmicos.

Em entrevista ao portal UOL, o presidente Romildo Bolzan explicou a sua postura sobre o assunto que não cansa de gerar polêmica nos gramados tupiniquins.

'Continuo a favor do VAR, mas tem que ser auditado. Tem que ser disponibilizado áudio e vídeo de todos os lances avaliados. Se olhamos o tempo todo o que o árbitro de campo faz, por que não podemos saber com o de vídeo?', disparou.

Lembrando que, apesar de toda a comodidade que o VAR pode dar aos clubes, ele não está imune a erros. O próprio Grêmio acabou prejudicado na semi da Libertadores do ano passado, quando o árbitro não anulou o gol irregular do River Plate, na Arena.

Esporte