PUBLICIDADE
Topo

Diretor do Grêmio dispara contra 'erros' da arbitragem no empate diante do Brasil de Pelotas

18/02/2019 15h55

Líder do Gauchão, o Grêmio saiu irritado com a arbitragem de Jonathan Pinheiro no empate diante do Brasil de Pelotas. Na visão da diretoria gremista, o árbitro errou em lances capitais e impediu que o Tricolor saísse de campo com os três pontos.

Irritado com a postura do comandante da arbitragem, o diretor de futebol Alberto Guerra esbravejou com um possível pênalti não marcado em cima de Kannemann e a expulsão de Fabinho Capixaba na reta final do confronto.

'Deu para ver que o árbitro estava nervoso. No geral ele foi bem, mas no lances capitais, acho que errou feio. Foi o pênalti. No lance da confusão, ele também tentou administrar. Quem merecia o amarelo era o Leandro Leite e o Jean Pyerre. Isso significaria a expulsão do Leandro Leite. Ele deu cartão para outros dois. Na expulsão do Juninho achei um exagero. Ele tentou sair do carrinho. Se pega, seria uma falta muito violenta' disparou o executivo.

Reclamações

O primeiro lance que gerou a ira do Tricolor aconteceu na etapa inicial. Após escanteio, o zagueiro Kannemann foi puxado por Leandro Leite, mas o juizão mandou o jogo seguir.

O segundo foi com Juninho Capixaba. O lateral-esquerdo avançou com a bola no campo de ataque e pulou do carrinho do adversário. O árbitro entendeu como simulação e amarelou o atleta. Como ele já tinha cartão, acabou expulso.

Mesmo sem conquistar o triunfo, o Grêmio manteve uma folga de quatro pontos na liderança do Gauchão. Agora, o time de Renato Gaúcho e Cia soma 17 pontos, contra 13 do Internacional.

O elenco se reapresenta na terça-feira, quando começa a preparação do confronto diante do Veranópolis, dia 25, na Arena.

Esporte