PUBLICIDADE
Topo

Duas assistências e quase golaços: Moisés se vê mais efetivo no Palmeiras

Desde 2016 no Palmeiras, Moisés tem contrato com a equipe alviverde até o final de 2020 - Daniel Vorley/AGIF
Desde 2016 no Palmeiras, Moisés tem contrato com a equipe alviverde até o final de 2020 Imagem: Daniel Vorley/AGIF

14/02/2019 08h00

Moisés terminou 2018 ouvindo críticas da torcida, mas começa a temporada atual em alta. O meio-campista tem três partidas, todas como titulares e jogando como gosta, de segundo volante. E já acumula duas assistências: uma para Borja abrir o placar da vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano, em 27 de janeiro, e outro para Dudu fazer o primeiro do Palmeiras no 2 a 0 diante do Bragantino, na última segunda-feira (11).

"Eu me sinto muito à vontade nesta posição. Já falei isso em algumas oportunidades. É a posição na qual joguei a maioria da minha carreira. Fico feliz por ter jogado ali e contribuído com mais uma assistência. É bom voltar a esse ritmo e ajudar a equipe sendo mais efetivo, com assistências. Os gols ainda não saíram, mas está passando perto. Já já começo a fazer gol", afirmou Moisés.

Tentativa de fazer gol não falta. Inclusive, golaço. Na segunda-feira, no primeiro tempo, o camisa 10 estava atrás do meio-campo, viu o goleiro do Bragantino adiantado e esteve perto de acertar o chute de longa distância. Na etapa final, na entrada da área, deu dois dribles no mesmo rival, um deles passando a bola entre as pernas, e parou em grande defesa do arqueiro da equipe interiorana.

"Foi um lance bonito, né? Poderia ter terminado com um gol, seria um lance que fecharia com chave de ouro, mas o goleiro fez uma grande defesa também. Se o chute sobe um pouquinho mais, acho que ele não chegaria. Mas está bom. O importante é que consegui fazer um grande jogo. Eu me senti bem. Isso que dá tranquilidade para trabalhar", disse.

Além das partidas diante de São Caetano e Bragantino, Moisés também foi titular no triunfo por 1 a 0 sobre o Oeste, em Barueri, e, dentro do rodízio que o técnico Luiz Felipe Scolari segue fazendo na escalação, Bruno Henrique deve retomar o seu lugar contra a Ferroviária, no domingo, em Araraquara. Mas o que importa para Moisés é que o sistema ofensivo tem funcionado independentemente de quem joga, embora dê para fazer mais gols.

"Podemos caprichar um pouco mais. Inclusive, no jogo contra o Bragantino, quantas oportunidades criamos e poderíamos ter feito um placar maior. É algo a ser corrigido, trabalhado. Mas temos de enfatizar que, pelo menos, a equipe está criando. Isso que é importante: criar. Uma hora, a bola vai começar a entrar com mais facilidade e o resultado virá normalmente", concluiu.

Esporte