PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras tem desfalques de Scarpa e Borja em treino após pancadas

Gustavo Scarpa precisou de atendimento após sofrer falta - Ale Cabral/AGIF
Gustavo Scarpa precisou de atendimento após sofrer falta Imagem: Ale Cabral/AGIF

13/02/2019 19h31

Dois dias depois, a violência dos jogadores do Bragantino na derrota por 2 a 0 de segunda-feira, no Pacaembu, ainda causa reflexos no Palmeiras. O meia Gustavo Scarpa, com entorse no tornozelo esquerdo, e o atacante Borja, que trata trauma no joelho direito, desfalcaram o treinamento desta quarta-feira, na Academia de Futebol.

A atividade ocorreu durante a tarde e sem a presença dos jornalistas, mas o próprio Verdão informou as ausências. Borja jogou até o fim da partida e Scarpa saiu no fim do segundo tempo, mas, ainda no primeiro tempo, correu sério risco de já ser substituído depois de levar uma tesoura por trás - retornou ao campo mancando, mas conseguiu manter o bom desempenho.

"O Scarpa sofreu uma entrada dura e gerou uma entorse no tornozelo e não conseguiu treinar na terça, nem hoje (quarta). Vamos reavaliá-lo nesta quinta para ver como ele vai evoluir", explicou o médico Gustavo Magliocca, falando também da situação de Borja.

"O Borja sofreu um trauma no joelho direito. Ele se reapresentou com a região bem inchada. Assim, preferimos deixar ele e o Scarpa em um trabalho à parte. Evoluindo ao longo da semana, vão trabalhar normalmente com os companheiros. O Palmeiras vem mantendo uma média pequena de baixas. O que preocupa são os traumas, as pancadas sofridas nos jogos", completou.

Dentro da alternância de escalações implantada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, já existem grandes chances de Gustavo Scarpa não ser titular no domingo, contra a Ferroviária, em Araraquara. Mas Borja não tem reserva imediato, pois Deyverson cumprirá o segundo dos seis jogos de suspensão por ter cuspido em Richard, do Corinthians, no clássico do último dia 2.

Caso o colombiano não tenha condições de entrar em campo, uma alternativa pode ser Ricardo Goulart. Principal reforço do clube na temporada, emprestado até dezembro pelo chinês Guangzhou Evergrande, o meia-atacante ocupou a última vaga entre os inscritos no Campeonato Paulista. Mas o novo camisa 11 recuperou-se recentemente de cirurgia sofrida no joelho direito e já disse que prefere jogar na sua posição, mesmo já tendo atuado como centroavante.

Esporte