PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras chega a acordo e pagará R$ 1,4 milhão ao ex-jogador Dininho

13/02/2019 08h00

Chegou ao fim uma disputa judicial entre Palmeiras e Dininho, que corria desde 2010. A juíza Juliana da Cunha Rodrigues, da 35ª Vara do Trabalho de São Paulo do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região (TRT-2) homologou o acordo entre o ex-jogador e o clube, onde ficou estabelecido que Dininho irá receber o valor de R$ 1.405.022,17.

Ficou determinado, de acordo com documento que o LANCE! teve acesso, que "no caso de descumprimento do presente acordo (assim considerado o atraso no pagamento de qualquer das parcelas), incidirá a multa pactuada sobre o valor remanescente - 50% em caso de inadimplemento, sobre o saldo em aberto quanto ao valor da avença, sem prejuízo de juros e correção monetária.

A Justiça, na decisão proferida nesta semana, determinou ainda que "em caso de atraso da parcela do acordo será dada a tolerância de 5 dias corridos, após esse prazo, o inadimplemento acarretará para o reclamado o vencimento antecipado das parcelas vincendas, a atualização desse montante na forma da Justiça do Trabalho, juros de 1% ao mês e multa sobre o valor total apurado".

Dininho jogou no Palmeiras entre os anos de 2006 e 2008. Pela equipe levantou o troféu do Campeonato Paulista de 2008. Cria das categorias de base do Mirassol, Dininho também acumula passagens pelo Flamengo, Santo André e equipes do Japão - Tokyo Verdy, onde atuou em 1997, e Sanfrecce Hiroshima, onde ficou entre os anos de 2005 e 2006.

Esporte