PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Oliveira passa Pelé e se torna o 6º maior artilheiro brasileiro na história da Libertadores

12/02/2019 21h18

Seria clichê demais dizer que, aos 38 anos de idade, Ricardo Oliveira parece melhorar com o tempo, assim como o vinho. O início de temporada espetacular do centroavante, no entanto, impede que saiamos do lugar-comum: sim, o artilheiro do Galo está ainda melhor. Com os dois gols marcados sobre o Danubio, do Uruguai, nesta terça-feira, na vitória do Atlético por 3 a 2, o atacante chegou a impressionante marca de 9 gols em apenas cinco partidas disputadas na temporada, uma média de quase dois por jogo.

Fundamental para a classificação da sua equipe para a próxima fase da Libertadores - já havia marcado duas vezes também no duelo de ida que terminou empatado em 2 a 2 -, o camisa 9 se tornou ainda o 6º maior artilheiro brasileiro da história da disputa continental. Com os dois tentos sobre os uruguaios, Ricardo superou Pelé e Robinho no ranking e empatou com Tita e Marcelinho Carioca.

Essa é a 5ª edição da Libertadores em que Ricardo Oliveira atua. Na primeira, em 2003, com a camisa do Santos, o goleador marcou 9 vezes em 11 jogos. Pelo São Paulo, em 2006 e em 2010, foram apenas dois gols - um em cada ano - em seis partidas. Em 2017, de volta ao Peixe, balançou as redes três vezes em oito atuações. Agora, pelo Galo, já são quatro em apenas dois confrontos.

BRASILEIROS COM MAIS GOLS NA HISTÓRIA DA LIBERTADORES

1º - Luizão - 29 gols em 42 jogos

2º - Palhinha - 25 gols em 30 jogos

3º - Célio Taveira - 22 gols em 43 jogos

4º - Jairzinho - 21 gols em 36 jogos

5º - Guilherme - 19 gols em 27 jogos

6º - Ricardo Oliveira - 18 gols em 27 jogos

Tita - 18 gols em 43 jogos

Marcelinho Carioca - 18 gols em 49 jogos

9º - Pelé - 17 gols em 15 jogos

Robinho - 17 gols em 45 jogos

Esporte