Topo

Bryan Ruiz recebe sondagens e Santos espera proposta para liberar o jogador

 Ale Cabral/AGIF
Bryan Ruiz com a camisa do Santos Imagem: Ale Cabral/AGIF
do UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

12/02/2019 12h00

O ciclo do meia Bryan Ruiz está cada dia mais próximo de se encerrar no Santos. Após não aguentar o ritmo do técnico Jorge Sampaoli e pedir para ser negociado pelo Peixe, o costarriquenho começa a receber sondagens e o presidente José Carlos Peres aguarda uma proposta oficial para liberá-lo.

Jogador e diretoria já entraram em acordo por uma rescisão amigável, mas enquanto as ofertas não chegam o jogador segue treinando normalmente e recebendo seu salário, que chega a quase 500 mil reais. O mandatário santista se mostrou animado em liberar o jogador.

"Sondagem teve várias. Estados Unidos, Portugal... Mas nada oficial. Perguntam se topa emprestar, vender... Claro que sim, na hora. É uma grande pessoa e eu fico triste pois não deu sorte no Santos. Quando treinador começou a usar, ficou doente (Cuca) e foi embora. Veio esse...", disse Peres em entrevista ao UOL Esporte.

 O costarriquenho chegou na metade do ano passado com pompa de grande contratação. Foi apresentado com a camisa 10 e prometia ser o meia de criação que o Peixe tanto buscava desde a saída de Lucas Lima. No entanto, nada ocorreu como o planejado para Bryan Ruiz no Santos. Foram apenas 14 jogos e duas assistências.

Além de não estar nos planos do treinador e ter pedido para sair do clube, Bryan Ruiz não pode sequer ser relacionado para as partidas do Peixe porque é mais um a ocupar a cota de cinco jogadores estrangeiros por partida. Além do costarriquenho, o Santos já conta com seis outros gringos no elenco: os colombianos Felipe Aguilar e Copete, o peruano Christian Cueva, o paraguaio Derlis González, o venezuelano Soteldo e o uruguaio Carlos Sánchez. 

Mais Esporte