Topo

Levir rechaça "regulamento embaixo do braço" e promete Atlético-MG ofensivo

REUTERS/Andres Stapff
Mesmo com vantagem, Levir quer seu time ofensivo no duelo da volta contra o Danubio Imagem: REUTERS/Andres Stapff
do UOL

Do UOL, em Belo Horizonte

11/02/2019 04h00

Mesmo com uma boa vantagem na primeira segunda da Libertadores, o Atlético-MG não vai jogar com o regulamento debaixo do braço na partida desta terça-feira (11), diante do Danúbio, no Independência. Mesmo podendo empatar por até 1 a 1 para avançar à terceira fase, o técnico Levir Culpi lembra do DNA atleticano e rechaça a possibilidade de jogar se defendendo.

"Uma coisa é certa: nós não vamos jogar para defender a vantagem que nós temos. Não é o conceito do time, da camisa do Atlético. É outro conceito. É o conceito de jogar sempre para vencer. É do DNA e não posso mexer. E quero isso também, o time vencendo. Mas o time tem que ser inteligente. Temos uma vantagem e é até possível administrarmos isso durante o jogo, mas o objetivo é um só: vencer", disse o comandante, após a vitória por 1 a 0 diante da Caldense, no último domingo, pelo Campeonato Mineiro.

Para a partida da volta, é provável que o treinador utilize o mesmo time que jogou o duelo da ida, no Uruguai. Porém, ainda há a possibilidade de o técnico fazer algumas alterações de última hora. Uma delas é Guga na lateral direita. Levir vem sendo bastante questionado sobre uma eventual titularidade do garoto de 20 anos no lugar de Patric.

"Possivelmente. Será a base do jogo do Uruguai. Não pode ser diferente. Tenho que dar continuidade para aquele grupo. Já tivemos um primeiro duelo no Uruguai e estamos respondendo com os jogadores que atuaram lá. E podemos modificar algumas coisas com outros jogadores, inclusive o Guga", concluiu.

Depois de empatar o jogo da ida em 2 a 2, o Atlético decidirá a vaga para a terceira fase da Libertadores no Independência, que já está com quase todos os setores lotados. O jogo está marcado para às 19h15 (de Brasília). Se classificar, o Galo ainda terá outro mata-mata pela frente antes de chegar à fase de grupos, enfrentando o Defensor-URU ou o Barcelona de Guayaquil-EQU. No primeiro jogo, o time equatoriano levou a melhor fora de casa e triunfou por 2 a 1.

Mais Esporte