Topo

Ex-lutador do UFC é acusado de agredir esposa

Ag. Fight

11/02/2019 10h33

O peso-pesado Josh Copeland, que passou pelo UFC entre 2014 e 2015, está respondendo a uma acusação de violência doméstica. A informação foi publicada pelo site 'TMZ Sports', que teve acesso ao inquérito. De acordo com o veículo de comunicação, 'Cuddly Bear' foi detido pela polícia no último dia 2, após uma denúncia.

Usando termos encontrados nos registros policiais, o site informou que os agentes chegaram à casa de Josh e perceberam "um óbvio machucado no olho esquerdo da esposa, um corte e sangue". "Havia sangue na frente do seu rosto e no pescoço", diz o documento.

Segundo o 'TMZ', a esposa de Copeland declarou em depoimento que os dois haviam discutido e trocado empurrões antes da agressão. Ela admitiu ainda que deu vários tapas no rosto do lutador, antes de ele acertar um soco em seu rosto. O atleta teria tomado o celular de sua mulher, a fim de que ela não pudesse chamar a polícia - que, posteriormente, encontrou o aparelho nos pertences de Josh.

Os agentes registraram também que, quando chegaram, o lutador estava com o rosto vermelho e com marcas de sangue. Copeland alegou aos policiais que não se lembrava de ter batido na esposa. O atleta foi indiciado por lesão corporal, obstrução de Justiça e abuso infantil - referente ao fato de que o filho do casal presenciou as agressões.

A mais recente luta de Josh foi pelo título de campeão peso-pesado do PFL, que premiou Philipe Lins com 1 milhão de dólares - o equivalente, no câmbio atual, a R$ 3,74 milhões. 'Cuddly Bear' tem 18 vitórias e seis derrotas como profissional de MMA. Dois de seus reveses foram no UFC, para Rashid Magomedov e Jared Rosholt.

Mais Esporte