Topo

Conmebol dá vitória ao Defensor por escalação irregular do Barcelona-EQU

11/02/2019 21h21

Assunção, 11 fev (EFE).- O Tribunal Disciplinar da Conmebol concluiu que o Barcelona de Guayaquil escalou um jogador de forma irregular e, por isso, decidiu nesta segunda-feira dar ao Defensor os três pontos da partida de ida da segunda fase preliminar da Taça Libertadores, disputada em Montevidéu na semana passada e vencida por 2 a 1 pelo time visitante.

A entidade informou a decisão em comunicado. O caso foi analisado por causa da denúncia feita pelo clube uruguaio ao tribunal na última quinta-feira.

O Defensor argumentou por escrito que a inscrição do meia colombiano Sebastián Pérez, que disputou a partida, aconteceu fora do prazo para a competição. Além de considerar o Defensor o vencedor da partida, foi atribuído um placar de 3 a 0, conforme o regulamento.

Em campo, na terça-feira passada, Esterilla abriu o placar para o Barcelona aos 23 minutos do segundo tempo. Navarro empatou pouco depois, mas Arreaga decretou a vitória dos equatorianos aos 49 minutos. No entanto, esse resultado foi cancelado.

O clube equatoriano poderá recorrer na Câmara de Apelações da Conmebol em um prazo de sete dias a serem contados a partir do momento da notificação da decisão, e terá que pagar US$ 1 mil pelo procedimento.

Mesmo com o futuro indefinido nos tribunais, ambas as equipes voltarão a se enfrentar nesta terça-feira, em Guayaquil, pela partida de volta do confronto. EFE

Mais Esporte