PUBLICIDADE
Topo

Aliados de Galiotte representam 68% de conselheiros eleitos no Palmeiras

09/02/2019 19h05

Neste sábado, 4117 sócios do Palmeiras foram votar em membros para o Conselho Deliberativo do clube, e a maioria optou por fortalecer a situação no órgão. Cerca de 68% dos 76 eleitos são aliados ao presidente Mauricio Galiotte, enquanto menos de um terço ficou com a chapa única da oposição, que reuniu nomes ligados aos ex-presidentes Paulo Nobre e Mustafá Contursi.

Confira o resultado da eleição, que teve 4100 votos válidos, sete votos em legenda (direto na chapa) e dez votos em branco:

1859 votos - Chapa Palestra Itália (situação)

1345 votos - Chapa Todos Palmeiras (oposição)

615 votos - Chapa União Verde e Branca (situação)

288 votos - Chapa Novo Palestra (situação)

35 conselheiros eleitos - Palestra Itália (situação)

25 conselheiros eleitos - Todos Palmeiras (oposição)

11 conselheiros eleitos - União Verde e Branca (situação)

5 conselheiros eleitos - Novo Palestra (situação)

No total, são 51 cadeiras para a situação (que representam 68% das 76 colocadas em votação neste sábado) e 25 para oposição (32%). O resultado mostra o apoio mantido a Galiotte, como ocorre no órgão desde a primeira gestão do presidente.

O mandato dos conselheiros eleitos neste sábado é válido por quatro anos, com a posse programada para a próxima reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, em março. Os candidatos que não foram eleitos entrarão como suplentes, por ordem de maior número de votos recebidos.

Na gestão anterior, Galiotte sempre teve o apoio do Conselho Deliberativo, que aprovou mudanças no contrato de patrocínio com a Crefisa e a Faculdade das Américas e, também, a presença no órgão de Leila Pereira e José Lamacchia, casal proprietário das duas empresas. Por outro lado, no ano passado, o Conselho de Orientação e Fiscalização reprovou as contas do presidente.

Ainda assim, o atual mandatário provou sua força em novembro, quando foi eleito para uma nova gestão, até o final de 2021. Mauricio Galiotte obteve 1.843 votos, contra 1.176 para Genaro Marino, vice-presidente eleito do clube entre 2013 e 2018 e que se candidatou como oposição.

Esporte