PUBLICIDADE
Topo

Abelão mantém base de 2018 e dá confiança aos reforços e 'esquecidos'

04/02/2019 08h00

Jogo a jogo, o time do Flamengo vem evoluindo e ganhando mais a "cara" de Abel Braga. O treinador, contudo, adotou a cautela e não realizou mudanças drásticas em relação à equipe de 2018, que não alcançou os resultados - e títulos - aguardados. Por exemplo, dos 11 atletas que começaram do jogo contra a Cabofriense, sete eram titulares de Dorival Jr no fim do Brasileirão.

O comandante vê a equipe evoluindo sob seu comando, mas reforça que encontrou, em janeiro, um trabalho bem estruturado por seus antecessores.

- Coletivo está aumentando porque vem lá de trás, do Zé Ricardo, (Maurício) Barbieri, Dorival... Não tenha dúvida disso - afirmou o treinador após o jogo.

Ao mesmo tempo que mantém a base da equipe que terminou atuando em 2018, Abel Braga vem colocando os reforços aos poucos em campos. Nos últimos dois jogos, contra Boavista e Cabofriense, o Flamengo terminou com Bruno Henrique, Gabigol, Arrascaeta e Rodrigo Caio em campo.

São jogadores que chegaram para, ao menos, disputarem a titularidade e a estratégia de Abel, de colocá-los aos poucos, é para que entrem em um time organizado enquanto se adaptam ao estilo de jogo do técnico e dos parceiros.

O mesmo tem acontecido com atletas que pouco atuaram em 2018, quando o Flamengo foi dirigido por Carpegiani, Barbieri e Dorival. Trauco e Jean Lucas aproveitaram bem. Ronaldo e Thiago Santos devem ganhar mais chances.

Esporte