PUBLICIDADE
Topo

Carille surpreende em estratégia no Corinthians e neutraliza o Palmeiras

03/02/2019 07h00

O técnico Fábio Carille não esboçou a escalação do Corinthians para o clássico contra o Palmeiras. Quando o Timão anunciou os 11 titulares, uma hora antes de o Dérbi começar, muita gente estranhou. Mas, em campo, o treinador provou que a estratégia estava certa, conseguiu neutralizar o rival e venceu por 1 a 0 no Allianz Parque.

O Corinthians voltou a atuar no 4-1-4-1, em uma nova cartada do treinador. Ralf à frente da zaga, Mateus Vital pela direita, Ramiro e Sornoza por dentro, e Jadson na esquerda, com Gustagol na frente. O Timão conseguiu ter superioridade no meio de campo e dominou o Palmeiras em boa parte do primeiro tempo, quando já vencia com o gol marcado por Danilo Avelar logo aos sete minutos.

- A ideia foi fazer o Jadson sair da esquerda e rodar para ter superioridade no meio de campo. Quando perdesse a bola, o Sornoza voltaria para marcar para fazer a segunda linha. Essa foi a ideia mais na conversa, não tivemos muito tempo para trabalhar. O entendimento foi bem legal e conseguimos neutralizar as principais jogadas do Palmeiras - contou Carille.

Embora tenha vencido o Dérbi, o treinador disse não ter achado uma forma de o Corinthians jogar. Ele iniciou a temporada atuando no 4-2-3-1, e mudou a estratégia apenas para o Dérbi. Uma das novidades foi Sornoza por dentro, mas Carille vê o equatoriano atuando pelo lado.

- Não achei a forma de jogar. Ainda acredito que o Sornoza pode me dar uma resposta boa de lado, ele já jogou aberto pela direita pelo Del Valle, e no Fluminense aberto pela esquerda. Na hora que a gente melhorar esse conjunto, acredito que ele possa jogar assim. Ainda não achei a forma ideal do meu time joga - analisou o treinador.

Esporte