PUBLICIDADE
Topo

Lembre clubes tradicionais que patinaram neste século em Estaduais

30/01/2019 13h58

O Botafogo é o mais novo clube a penar com um início de Estadual não muito animador. Em três partidas, a equipe sofreu derrotas para a Cabofriense e o Flamengo e empatou com o Bangu.

Porém, o Glorioso não é o único a patinar em nível regional. O LANCE! traz alguns momentos em que as competições regionais trouxeram pedras no sapato para clubes de tradição.

CORINTHIANS - 2004

Em 2004, o Corinthians esteve à beira de ser rebaixado para a Série A2. Na última rodada, a equipe perdeu por 1 a 0 para a Portuguesa Santista em pleno Pacaembu.

Porém, graças à vitória do São Paulo sobre o Juventus, por 2 a 1, o Timão se manteve na elite. O Moleque Travesso acabou rebaixado.

FLAMENGO - 2006

O Flamengo teve um início nada animador no Campeonato Carioca. Com reservas, o Rubro-Negro foi mal nas três primeiras partidas da Taça Guanabara e, depois, não se recuperou (uma vitória em cinco jogos). Na Taça Rio, a campanha também foi fraca (com uma vitória em seis jogos).

O péssimo rendimento quase custou o descenso. A equipe terminou em penúltimo lugar, à frente apenas da Portuguesa-RJ.

VASCO - 2011

No ano de 2011, o início do Vasco no Carioca foi pífio. A equipe teve derrotas seguidas para Resende, Nova Iguaçu e Boavista, que custaram a demissão de Paulo César Gusmão. Com Gaúcho, o Cruz-Maltino perdeu o clássico para o Flamengo.

Ricardo Gomes entrou e o Vasco arrancou seu primeiro ponto, diante do Volta Redonda. Depois, obteve sua primeira vitória. Na Taça Rio, se redimiu.

PARANÁ - 2011

O Paraná teve uma decepção histórica no Campeonato Paranaense de 2011. Com seis vitórias em 23 jogos, a equipe foi rebaixada na penúltima colocação para a Série Prata da competição.

A pá de cal foi o empate em 2 a 2 com o Arapongas, em embate na Vila Capanema.

ATLÉTICO-MG - 2014

O Atlético-MG também patinou em seu início no Campeonato Mineiro de 2014. O Galo empatou com o estreante no Estadual, Minas Boca, no seu primeiro jogo. Chegou a vencer o Nacional-MG em seguida mas, depois, foi derrotado por Tupi e Tombense.

A equipe disputara o Mundial menos de um mês antes.

AVAÍ - 2015

A pífia campanha no Campeonato Catarinense custou ao Avaí a luta contra o descenso em 2015. Após obter apenas uma vitória em nove jogos, o Leão obteve teve de disputar o Quadrangular do Rebaixamento.

Porém, a equipe salvou-se. Guarani de Palhoça e Marcílio Dias caíram.

ATHLETICO-PR - 2015

Também em 2015, o Atlhetico-PR teve de lidar com o pesadelo da luta contra a degola. Mesmo com o time principal, o Furacão ficou entre os quatro primeiros e teve de disputar o Torneio da Morte (com três vitórias em 11 jogos).

Passada a instabilidade e a mudança de treinadores, o Atlético-PR se redimiu. Garantiu-se na elite paranaense.

PALMEIRAS - 2016

O início do Palmeiras no Paulistão de 2016 não foi muito promissor. Após vencer na estreia o Botafogo-SP, vieram empates com São Bento, Oeste e Santos e uma derrota para o Linense.

A equipe caiu nas semifinais.

SÃO PAULO - 2018

O São Paulo também não teve um início muito animador aos olhos de seus torcedores na temporada passada. No Paulistão, a equipe perdeu para o São Bernardo e empatou com o Novorizontino. Depois de uma vitória sobre o Mirassol, veio um novo revés, justo para o Corinthians. Só depois engrenou.

GRÊMIO - 2018

O Grêmio causou calafrios à sua torcida no Gauchão em 2018. Atuando com um time alternativo e comandado por César Bueno, só obteve um ponto contra o São Luiz e teve derrotas para Caxias, Avenida, São José e Cruzeiro-RS, a ponto de ficar na lanterna.

Só engrenou com a entrada do time titular comandado por Renato Portaluppi. E, em seguida, partiu rumo ao título.

Esporte