PUBLICIDADE
Topo

Sampaoli admite poupar jogadores diante de jogos intensos e exigência alta

28/01/2019 09h53

Inquieto durante todos os jogos do Santos, com movimentação na área técnica intensa, Jorge Sampaoli cobra o mesmo de seus jogadores: quer alto rendimento e entrega durante os 90 minutos. Assim, admite que pode ter de poupar algumas peças para não levar seus atletas ao esgotamento físico, ocasionando lesões ou queda de performance.

Mesmo assim, ainda segundo ele, o desgaste físico tende a diminuir conforme a equipe for evoluindo. Afinal, a ideia é "correr menos sem a bola, e saber se defender com ela nos pés".

"Estou convencido de que quando a equipe jogar melhor, correrá menos. Estamos buscando que equipe se defenda mais com a bola nos pés do que sem ela. E estamos encaminhando isso. Jogamos muito bem no meio de semana, agora de novo e temos um jogo muito difícil. Jogará quem tiver condições física e anímicas melhores", disse Sampaoli.

Leia também:

O Santos jogou na última quinta-feira contra o São Bento, em Sorocaba, voltou a campo no último domingo, contra o São Paulo, no Pacaembu, e viaja para Bragança Paulista, para enfrentar o Bragantino, dia 31, quinta, pela quarta rodada do Paulistão. A rotina, portanto, é intensa.

"Vamos equilibrar isso até que a equipe busque um controle de jogo maior. Que o domínio esteja vinculado com a defesa com a bola. Calendário está estabelecido, não posso me meter, temos que nos acostumar com altas temperaturas e o que temos aqui", finalizou.

Com Sampaoli, o Santos está invicto em 2019. Em amistoso na pré-temporada, empatou em 1 a 1 com o Corinthians. Depois, em três rodadas de estadual até aqui, venceu Ferroviária, São Bento e São Paulo, com nove pontos conquistados, sete gols marcados e nenhum sofrido.

Esporte