PUBLICIDADE
Topo

Quem empolgou e quem decepcionou: a rodada dos Estaduais em números

28/01/2019 09h43

A terceira rodada dos campeonatos estaduais ficou marcada pela disputa dos primeiros clássicos regionais. No Rio de Janeiro, em São Paulo, em Minais Gerais, em Goiás e em Pernambuco, alguns dos principais times do Brasil se enfrentaram neste fim de semana.

Além do destaque coletivo natural do confronto, tivemos também algumas atuações individuais importantes, com gols de estreantes e também de velhos conhecidos que vêm mantendo a boa forma. Confira os números - dados do Footstats - dos destaques e das decepções da rodada:

ENTRANDO NO RITMO

Um dos últimos reforços do Palmeiras a estrear na temporada, Carlos Eduardo aos poucos vem mostrando como pode ser útil ao clube. Rápido e incisivo, o atacante foi um dos principais nomes na vitória do Palmeiras por 2 a 0 sobre o São Caetano.

Números de Carlos Eduardo na partida: 1 assistência para finalização, 2 finalizações para fora, 1 desarme, 4 faltas sofridas e 2 cruzamentos errados.

SOB A BATUTA DE SAMPAOLI

O Santos de Sampaoli tem sido um dos destaques positivos deste início de temporada. E apesar do bom desempenho coletivo ser a chave do trabalho do argentino, individualmente alguns nomes vêm ganhando força, entre eles, Derlis González. Autor de um dos gols sobre o São Paulo, o paraguaio foi muito bem no clássico.

Números de Derlis González na partida: 1 gol, 2 finalizações em gol, 1 finalização para fora, 1 desarme certos, 1 cruzamento errado e 3 dribles certos.

ARTILHEIRO EM ALTA

Com três gols em apenas quatro jogos na temporada, Gustagol já é um dos principais destaques do Corinthians no ano. Autor do gol da vitória sobre a Ponte Preta, no fim de semana, o centroavante manteve a ótima média de gols em 2019 e confirmou a boa fase.

Números de Gustavo na partida: 1 gol, 1 finalização em gol, 3 finalizações para fora, 2 assistências para finalização e 1 desarme certo.

ESTREIA TRIUNFAL

Bruno Henrique precisou de apenas 45 minutos para apresentar o seu cartão de visitas para a torcida do Flamengo. O atacante entrou na vaga de Vitinho, no intervalo do clássico com o Botafogo, e virou a partida ao marcar dois gols.

Números de Bruno Henrique na partida: 2 gols, 2 finalizações em gol 2 finalizações para fora, 1 assistência para finalização, 1 cruzamento certo e 3 cruzamentos errados.

JOVEM EM ALTA

Autor de dois gols no meio de semana, na goleada do Vasco sobre o Volta Redonda, Marrony foi novamente decisivo. Contra o Americano, o jovem atacante cruz-maltino fez o gol único da partida na única chance real que teve.

Números de Marrony na partida: 1 gol, 1 finalização em gol, 1 finalização para fora, 3 assistências pra finalização e 1 desarme certo.

RETORNO APAGADO

Após passar em branco contra o Bangu, Erik foi discreto em seu primeiro clássico no ano. Uma das esperanças de gols do Botafogo contra o Flamengo, o jogador cometeu muitos erros na partidas, tendo dificuldades para fugir da marcação rubro-negra.

Números de Erik na partida: 0 gols, 1 finalização em gol, 2 assistências para finalização, 9 perdas de posse, 3 faltas cometidas, 11 passes certos e 2 passes errados.

INÍCIO PROMISSOR

Assim como Marrony, do Vasco, quem também vem tendo um bom desempenho neste início de ano é o colombiano Yony González. Neste fim de semana, contra a Portuguesa, o atacante marcou mais uma vez e colocou uma bola na trave, entrando na briga pela disputa da artilharia do Carioca.

Números de Yony González na partida: 1 gol, 2 finalizações em gol, 4 assistências para finalização e 1 desarme certo.

MUDOU O CLÁSSICO

O clássico mineiro parecia decidido em favor do Cruzeiro, até que uma falha na saída de bola da defesa resultou no pênalti para o Atlético Mineiro e na expulsão do zagueiro Dedé, que vinha fazendo boa partida. O jogo terminou 1 a 1, mas o Galo quase virou no fim.

Números de Dedé na partida: 1 pênalti cometido, 2 cartões amarelos, 1 cartão vermelho, 4 rebatidas defensivas e 1 desarme.

O TROPEÇO DA RODADA

Titular pela primeira vez desde que voltou ao Internacional, Rafael Sóbis não conseguiu impedir a derrota colorada para o São José, por 2 a 0. O atacante foi um dos que mais erraram passes no jogo e pouco criou na frente.

Números de Rafael Sóbis na partida: 1 finalização em gol, 1 finalização para fora, 0 assistências para finalização, 23 passes certos, 9 passes errados, 8 cruzamentos errados e 0 certos.

Esporte