PUBLICIDADE
Topo

Felipão vê evoluções tática, técnica e física do time e elogia Carlos Eduardo

27/01/2019 23h05

O Palmeiras terminou a terceira rodada do Campeonato Paulista com sete pontos, na liderança do Grupo B. Mas, principalmente, evolução tática, física e técnica. É o que aponta o técnico Luiz Felipe Scolari, animado com o que viu na vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano., neste domingo, no estádio Anacleto Campanella e, principalmente, com uma atitude de Carlos Eduardo.

- Gostei bastante da atitude do Carlos Eduardo, tinha levado um pisão no tendão no primeiro tempo. Então, ficamos um pouco receosos e fizemos a troca - elogiou o treinador, explicando o motivo de ter trocado o recém-contratado Carlos Eduardo por Felipe Pires, que também chegou ao clube neste ano. E, principalmente, feliz com o que tem visto de todos em campo.

- Estamos trabalhando no sentido de uma melhora técnica e tática, porque, no último jogo, deixamos algumas situações que nunca ocorreram acontecer. Já fomos melhores 25% mais do jogo anterior no aspecto tático, e vamos evoluindo fisicamente na medida em que vai rodando a equipe, dando condições - analisou Felipão.

- É normal que, nesses primeiros quatro jogos, tenhamos algumas dificuldades a mais, mas, mesmo assim, vamos fazendo um bom campeonato. Temos os pontos necessários. Agora é esperar o jogo contra o Oeste para, novamente montar uma equipe em condições de fazer um bom jogo. Aí, já teremos praticamente passado o mês de janeiro, com quatro jogos em dez dias, e vamos ter tempo para montar essa equipe como queremos em fevereiro.

Confira outros temas abordados por Felipão neste domingo:

Trabalho neste início de ano

Temos que encontrar o equilíbrio entre os nossos jogadores, jogadores que estão chegando, como Carlos Eduardo, como Felipe Pires, que hoje entrou no jogo corretamente do ponto de vista tático. Nós temos que encontrar um equilíbrio na parte física e, depois de tudo isso, temos que ter um conhecimento. Nós, eu digo, toda a equipe. Temos que saber como joga o Carlos Eduardo, como joga o Felipe Pires, a velocidade, onde eles precisam receber essa bola, de que forma eles podem recompor... Uma série de detalhes que só com treinos e jogos.

Diferenças entre Moisés e Bruno Henrique

Não vejo tanta diferença na pegada do Moisés e do Bruno Henrique, para mim tem um pouco de características diferentes, mas são dois jogadores que podem jogar nessa posição. O Moisés ainda tem a possibilidade de ser usado como um 'cinco', se a gente quiser compor um meio-campo que saia demais, mas são opções que a gente vai ter durante o ano e são situações que podem ser criadas devido à série de jogos.

Mudanças contra o Oeste

Umas oito, sete no mínimo. Vocês estão vendo Dudu jogar todos porque ele joga parcelado, 45 minutos, 60, 45... Hoje, Carlos Eduardo saiu com dor, vamos ver o que vai acontecer. Mas, independentemente de quem jogar, temos uma boa qualidade, tanto na parte técnica como na física de quem entrar, e temos um time muito bom para enfrentar o Oeste.

Esporte