PUBLICIDADE
Topo

Zé cita 'obrigação para jogar melhor' e o melhor caminho para bater o Fla

25/01/2019 15h54

Lanterna do Grupo C da Taça Guanabara, o Botafogo já vive dias tensos logo no início da temporada. E, neste sábado, às 17h (de Brasília), o time de Zé Ricardo recebe o Flamengo, no primeiro clássico do Carioca, ciente da pressão e da necessidade de vencer - o que ainda não ocorreu em 2019.

- Temos a obrigação de fazer um jogo melhor amanhã (sábado) e tentar diminuir essas diferenças (estruturais e do elenco do Flamengo) com boa estratégia, estando bem concentrado, errando o mínimo. A realidade é difícil, mas vestimos uma camisa enorme. Temos que honrar essa camisa da melhor forma. Apesar dos resultados ruins, temos muita fé que esse grupo vai dar a resposta - disse o treinador, em entrevista coletiva, concedida nesta sexta-feira, logo após o treino.

Na primeira rodada, o Botafogo perdeu para a Cabofriense, no Moacyrzão, por 3 a 1. Já na segunda partida, o Glorioso recebeu o Bangu, encontrou novas dificuldades, voltou a jogar mal e ficou apena no empate, sem gols. Zé admitiu que os tropeços não estavam nos planos.

- A gente não esperava chegar nessas condições de pressão, mas poderia acontecer. Realmente existe uma pressão por jogar melhor. Jogando melhor, certamente estaremos perto de bons resultados. Clássico importante. O empate nos coloca em situação complicada. Temos que traçar uma estratégia e executá-la de forma competente para tentar vencer o jogo.

Por fim, o treinador fez uma projeção da postura que os botafoguenses devem esperar da equipe alvinegra. A destacar: o Niltão contará com torcida mista - 50% da carga disponível de ingresso para cada torcida (mais informações aqui).

- A gente tem que ter equilíbrio. Não podemos abrir mão do ataque. Botafogo vai jogar da maneira que a gente quer que jogue na temporada. Estamos treinando muito forte. Vamos ver um time equilibrado, tentando buscar bem os espaços do campo e negar os espaços para o Flamengo.

Esporte