Topo

Orejuela e Jadson estreiam bem, e Mano elogia cartão de visitas no Cruzeiro

Vinnicius Silva/Cruzeiro
Lateral direito Orejuela estreou bem diante da torcida e agradou técnico Mano Menezes Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro
do UOL

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

24/01/2019 04h00

Na vitória por 1 a 0 contra o Patrocinense, o técnico Mano Menezes aproveitou a ocasião para mesclar a equipe e promover algumas estreias no Cruzeiro. Duas delas foram os recém-contratados Jadson e Orejuela. Ambos fizeram boas partidas e receberam os elogios do treinador após o duelo.

"As estreias foram boas. O Jadson iniciou o jogo com um pouco mais de dificuldade, mas depois cresceu. O Orejuela também foi bem, é um jogador audacioso, decisivo em termos de apoio, mas que não é preguiçoso, o que é muito importante para quem ataca como ele ataca. E a tendência é crescer, acho que todos foram bem de modo geral", comentou o treinador.

Orejuela foi um dos destaques da partida celeste. Com apoios constantes pelo lado direito do campo, o colombiano chamou atenção e agradou o torcedor que compareceu ao Mineirão. Neste ano, o jogador herdou o lugar de Ezequiel e vai brigar com Edilson por uma vaga no time titular. Além do lateral, Jadson também estreou e começou a colocar em prática aquilo que falou em sua chegada. O condicionamento físico do atleta também foi elogiado pelo comandante.

"Ele tem um condicionamento físico diferenciado, tanto que os outros jogadores foram caindo de produção e ele foi crescendo. É leve, faz bem a infiltração, agora é ir ajustando com calma. Em umas duas ou três vezes ele quis servir os companheiros, a última bola do jogo era para definir, mas isso é normal, ele está chegando agora", completou o treinador.

Apesar das boas estreias, a tendência é que a dupla não seja utilizada pelo menos entre os onze iniciais no próximo domingo. Para o clássico contra o Atlético-MG, ambos deverão voltar para o banco, enquanto Edilson retorna à lateral e Henrique, Cabral e Robinho formem o meio-campo.

Mais Esporte