PUBLICIDADE
Topo

'Leco talvez não vá com minha cara', diz Renan Ribeiro, ex-São Paulo

24/01/2019 14h38

Em alta no Sporting (POR) após defender três cobranças na disputa de pênaltis contra o Braga, que classificou sua equipe para a decisão da Taça da Liga de Portugal, o goleiro Renan Ribeiro falou pela primeira vez sobre sua saída do São Paulo e revelou chateação com o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e com o técnico Dorival Júnior.

- Eu saí de uma maneira que me deixou bastante chateado. Fiquei cinco anos no São Paulo e todo mundo sabe que fiz o meu melhor. Passei grandes dificuldades dentro do clube. Infelizmente tem um presidente ali que talvez não vá com a minha cara, mas acho que ele não tem nada para reclamar de mim porque eu sempre fui um grande profissional e trabalhei muito sério - disse Renan, que está com 28 anos, ao Esporte Interativo.

- Depois chegou o treinador Dorival Júnior e, sem mais nem menos, me tirou do grupo. Muitas pessoas não sabem o que aconteceu. Eu também perguntei para ele o motivo de estar me tirando do time naquele momento, sabendo que estava em processo de renovação, e nem ele mesmo soube dar resposta. Mas o mundo é esse, a vida do futebol é essa e eu tenho Deus lá em cima que me dá força para continuar lutando e mostrando meu potencial - emendou.

Contratado pelo São Paulo em 2013, vindo do Atlético-MG, Renan Ribeiro foi titular da equipe em parte de 2017. Na reta final do Brasileirão, com o clube brigando para não ser rebaixado, Dorival Júnior decidiu trocá-lo por Sidão. Renan ainda tinha contrato até maio de 2018, mas rescindiu o vínculo no fim daquele ano e acertou com o Estoril, de Portugal. Nesta temporada ele está jogando por empréstimo no Sporting e já fez 19 partidas.

Esporte