PUBLICIDADE
Topo

Polícia trabalha com quatro hipóteses em relação ao voo de Emiliano Sala

23/01/2019 10h57

Responsável pela procura do avião que desapareceu com o jogador Emiliano Sala, a Polícia de Guernsey, via Twitter, expôs as quatro hipóteses com que as autoridades investigam o caso (veja abaixo).

As suposições da polícia

1. O avião pousou em outro local, mas não fizeram contato

2. O avião pousou na água, os tripulantes desembarcaram e foram resgatados por um navio, que não fez contato

3. O avião pousou na água e os tripulantes subiram no bote que estava a bordo (e que é de conhecimento da polícia)

4. O avião quebrou em contato com a água e os tripulantes ficaram no mar

Buscas retomadas

A polícia inglesa retomou as buscas ao avião, na manhã desta quarta-feira, através de dois aviões. Com base em análises das condições das marés e do clima local, a procura está sendo feita pelos arredores da Ilha de Alderney, próximo ao Canal da Mancha

Cardiff não organizou o voo

O presidente do Cardiff, Mehmet Dalman, revelou que o clube não foi o responsável pela organização do voo. O mandatário, inclusive, ressaltou que a direção da equipe se propôs a planejar a ida de Sala, mas que a proposta foi recusada pelo atacante. Mehmet, porém, não disse quem foi o responsável pela ida do para o País de Gales.

Retrospecto

Revelado pelo Bordeaux, Sala, apesar de argentino, só jogou em clubes franceses em sua carreira profissional. Aos 28 anos, foi contratado pelo Cardiff, por conta de seu grande desempenho atual com a camisa do Nantes (que incluem 13 gols na temporada) e se tornou a contratação mais cara da história do clube galês: 15 milhões de libras (R$ 72 milhões).

Esporte