Topo

Felipão explica irritação com C. Eduardo e diz que Palmeiras não jogou bem

do UOL

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

23/01/2019 23h52

O técnico Luiz Felipe Scolari não gostou da atuação do Palmeiras na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP, nesta quarta-feira (23), pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O treinador disse que faltou qualidade e ainda explicou a irritação que demonstrou com alguns lances do atacante Carlos Eduardo, um dos estreantes da noite, que entrou no segundo tempo.

Leia também:

Deyverson marca, Bruno Henrique perde pênalti e Palmeiras vence a 1ª no ano
Juca Kfouri: Palmeiras vence com três pênaltis não marcados

"O que eu quero dos meus jogadores é identidade. Ele (Carlos Eduardo) foi contratado para fazer aquilo que sabe fazer: 1 contra 1, driblar, partir para cima, jogada individual. É ali que eu preciso, e foi o que ele fez no lance do pênalti", disse Felipão, referindo-se à penalidade sofrida pelo atacante e desperdiçada por Bruno Henrique nos minutos finais.

"Em alguns lances, ele preferiu passar a bola. Claro, é estreia, mas eu quero identidade. Quero que ele saiba que, se errar ao tentar driblar, terá meu apoio. Teve um pouco de receio por causa da torcida do Palmeiras, mas não quero isso. Quero o jogador como foi contratado, velocista, driblador. É isso que tentei passar: faça, se errar não tem problema, mas faça", explicou.

Felipão também voltou a bater na tecla do calendário e criticou que o Palmeiras tenha quatro jogos em 10 dias em janeiro, e depois quatro em todo o mês de fevereiro. Ele disse que as partidas poderiam ser melhor distribuídas e que a principal razão para o Palmeiras não ter jogado bem é física.

"O que me incomoda é que eu penso uma coisa, tento executar essa situação, e quando eu vejo a bola começa a fugir dos pés dos meus jogadores. Falta perna, falta controle, tudo isso que nós sabemos que em 20 dias (de treino) não se consegue. Jogadores não são máquinas. Eu quero que eles executem alguma coisa, mas quando chega 15 do segundo tempo, esquecem. Tem que rezar uma ave-maria para dar certo", disse.

O treinador afirmou que vai mudar novamente boa parte do time titular para a próxima rodada - nesta quarta, ele trocou oito jogadore em relação à estreia. O Palmeiras volta a campo no próximo domingo (27), contra o São Caetano, fora de casa.

Mauro Beting comenta triunfo do Palmeiras: "Vitória justa"

UOL Esporte

Mais Esporte