PUBLICIDADE
Topo

Apenas Emilliano Sala e o piloto estavam no voo que desapareceu

23/01/2019 11h20

Uma das encarregadas na busca do avião que desapareceu com o jogador Emiliano Sala, a Subdivisão de Investigação de Acidentes Aéreos do Reino Unido (AIIB) confirmou, nesta quarta-feira, que apenas o atacante e o piloto estavam dentro da aeronave. A informação foi divulgada via o Twitter da instituição, que também confirmou o número do voo.

Além da AAIB, a busca ainda conta com outros órgãos internacionais, entre eles a US National Transportation Safety Board, dos Estados Unidos, Buereau d'Enqueêtes & d'Analyses (BEA), da França e a Junta de Investigación de Accidentes de Aviaccion Civil, (JIAAC), da Argentina.

As quatro hipóteses da polícia

Através de seu Twitter, a Polícia de Guernsey, expôs ao público as quatro possibilidades das consequências do voo que as autoridades trabalham.

1. O avião pousou em outro local, mas não fizeram contato

2. O avião pousou na água, os tripulantes desembarcaram e foram resgatados por um navio, que não fez contato

3. O avião pousou na água e os tripulantes subiram no bote que estava a bordo (e que é de conhecimento da polícia)

4. O avião quebrou em contato com a água e os tripulantes ficaram no mar

Cardiff não organizou o voo

O presidente do Cardiff, Mehmet Dalman, revelou que o clube não foi o responsável pela organização do voo. O mandatário, inclusive, ressaltou que a direção da equipe se propôs a planejar a ida de Sala, mas que a proposta foi recusada pelo atacante. Mehmet, porém, não disse quem foi o responsável pela ida do para o País de Gales.

Esporte