PUBLICIDADE
Topo

São Paulo vai punir Gonzalo Carneiro e não pretende liberá-lo 'na marra'

Equipes do Uruguai já manifestaram interesse no atacante, mas clube faz jogo duro - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Equipes do Uruguai já manifestaram interesse no atacante, mas clube faz jogo duro Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

21/01/2019 13h18

O São Paulo espera que Gonzalo Carneiro se apresente no CT da Barra Funda nesta segunda-feira 921) para conversar sobre os atos de indisciplina cometidos por ele no fim de semana. A diretoria já decidiu que o atacante uruguaio será punido.

O clube aplicará uma multa ao atleta e deixará claro que não vai liberá-lo "na marra". O São Paulo investiu na contratação do jogador, trabalhou para recuperá-lo de um antigo problema no púbis e conta - ou contava - com ele no elenco nesta temporada. Equipes do Uruguai fizeram sondagens antes da confusão, e a diretoria tricolor avisou que não queria negociar.

Leia também:

Gonzalo Carneiro estava relacionado por André Jardine para a partida de sábado (19) contra o Mirassol, mas decidiu que não ficaria na concentração e também não apareceu para treinar no sábado.

O atacante de 23 anos está chateado por não ter tanto espaço no elenco e se rebelou. Carneiro não foi utilizado em nenhum minuto da Florida Cup - foi reserva contra o Eintracht Frankfurt (ALE) e acabou cortado da partida contra o Ajax (HOL) por dores musculares, segundo Jardine - e também ficaria no banco na estreia no Paulistão.

O São Paulo pagou cerca de R$ 3 milhões para contratá-lo em abril do ano passado mesmo sabendo que ele sofria com um problema no púbis e ainda precisaria de um tempo considerável de tratamento. O uruguaio disputou 15 partidas pelo clube e marcou um gol.

Esporte