PUBLICIDADE
Topo

L! Espresso: Sem medo da China: renovação de Dudu é mais uma prova da guinada do Palmeiras

21/01/2019 09h47

Em 2017, o Palmeiras venceu concorrência com os chineses e fechou com Borja, destaque da Libertadores no ano anterior pelo Atlético Nacional. O Palmeiras passou os últimos dois anos driblando o assédio dos chineses para segurar Dudu, símbolo da reconstrução da equipe dentro e fora de campo.

De quebra, conseguiu contratar Ricardo Goulart, principal jogador nas últimas três temporadas na China. O Verde não tem medo da concorrência asiática porque hoje está na primeira prateleira dos clubes sul-americanos com contas em dia, estádio cheio, títulos expressivos, elenco farto e estrutura moderna.

Este novo contrato de Dudu, até 2023, passa por todos estes fatores e pela consciência do jogador de que usufruir de tudo isso talvez seja o caminho para aparecer no próximo ciclo da Seleção Brasileira. Na China, Dudu teria ainda mais dinheiro, mas precisaria reduzir as ambições técnicas da carreira.

No Palmeiras, onde já está consolidado como ídolo, tem caminho livre para se afirmar como um dos principais jogadores do futebol brasileiro. O Verdão consegue o que é quase impossível para quase todos os outros: convencer um grande jogador que tem pacote tão sedutor quanto os milhões dos chineses. Não é pouca coisa.

Quer ler mais opinião e informação todos os dias? O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. É uma leitura rápida e saborosa como aquele cafezinho de todos os dias, que vai colocar você por dentro das principais notícias do esporte. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises e contextualização de Fabio Chiorino e Rodrigo Borges. Clique aqui e inscreva-se.

Esporte