Topo

Com Bruno, Inter busca atacar pelos lados e muda característica da lateral

Ricardo Duarte/Inter
Bruno, lateral direito do Inter, tem características mais ofensivas do que Fabiano Imagem: Ricardo Duarte/Inter
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

13/01/2019 04h00

Apresentado na sexta-feira, Bruno dá ao Inter uma opção ofensiva pelo lado direito. É muito mais frequente na linha de ataque, por exemplo, do que Fabiano, titular no ano passado. E a mudança revela desejo de maior participação dos laterais na criação de jogadas. 

Em números, Bruno teve média de passes para conclusão melhor que todos os laterais do Inter no Brasileiro passado. Pelo Bahia, o ex-jogador do São Paulo e do Fluminense deixou companheiros em condições de conclusão 20 vezes em 16 partidas, segundo estatísticas do Footstats. Média de 1,6 por jogo. Uma delas se transformou em gol. 

No Inter, a melhor média é de Uendel, que deu três passes para conclusão em três jogos de Brasileiro, média de um por compromisso. Nelas, uma virou gol, de Edenílson, no Gre-Nal de 9 de setembro. 

Em seguida, Zeca, que também deu uma assistência, acertou 15 passes para conclusão em 19 jogos, média de 0,8. Iago deixou um colega em condições de chute 24 vezes em 35 jogos, média de 0,7, e somou uma assistência. E Fabiano, que acertou um passe para gol e 14 para conclusão em 25 jogos, média de 0,6. 

Traçando um comparativo, exceto Uendel que jogou apenas três partidas, Bruno teve o dobro ou mais do que a média de passes para conclusão de qualquer concorrente.  

"Tem que mostrar qualidade, não só no nome, mas em campo. É bom que se tenha concorrência, é gostoso, saber que todos estão em condições de chegar e mostrar seu melhor", afirmou Bruno. 

A característica ofensiva acompanha o jogador em toda carreira. Hoje aos 33 anos ele admite que não vai mais ao fundo como quando mais jovem, porém ainda aposta na qualidade técnica. 

"O tempo vai nos ajudando, a experiência. Sou um jogador bem ofensivo, mas, como falei para preparação física, hoje em dia não basta quantidade, mas qualidade. Se for três vezes na linha de funda e uma ou outra ser gol, vale. A primeira função do lateral é marcar. Aprendi isso. Tem que mesclar. Ser ofensivo e estar sempre firme para não tomar gol", disse. 

A integração com o setor ofensivo é a principal mudança em relação a Fabiano, que ocupava esta lacuna no elenco no ano passado e voltou ao Palmeiras. Mais defensivo, o agora comandado de Felipão pouco auxiliava na criação de jogadas. 

Bruno concorrerá com Zeca por posição no time. O ex-santista não conseguiu se firmar no ano passado e demanda grande expectativa da comissão técnica do Inter. 

O Colorado segue ritmo de pré-temporada e seu primeiro compromisso oficial será dia 20, diante do São Luiz, em Ijuí, pelo Gauchão. 

Mais Esporte