Topo

Após fratura, meia do Corinthians sub-20 começa fisioterapia no hospital

Reprodução/Instagram
Meia corintiano deu início às sessões de fisioterapia nesta sexta-feira (11) Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Do UOL, em São Paulo

11/01/2019 11h52

O meio-campista Fessin deu início nesta sexta-feira (11) ao tratamento fisioterápico pela fratura sofrida em jogo do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior. O jogador passou nesta manhã pela primeira sessão de magnetoterapia, tratamento que acelera a recuperação e consolidação da fratura.

O jogador ainda não recebeu alta, por isso o tratamento é feito no Hospital São Luiz, na cidade de São Paulo, mesmo local em que Fessin passou por cirurgia na última quarta-feira (9). O aparelho usado na magnetoterapia é do Instituto Joaquim Grava, médico que batiza o centro de treinamento do Corinthians. Esta etapa da fisioterapia dura 15 dias, com uma sessão ao dia.

Fessin havia quebrado a tíbia na última terça, quando levou a pior em um choque com o goleiro adversário durante o empate por 2 a 2 entre Corinthians e Ituano. O lance aconteceu nos minutos finais do primeiro tempo, e uma ambulância esteve em campo para imobilizar a perna do corintiano e prestar os primeiros socorros. Uma vez estabilizado, ele foi levado de Itu-SP à cidade de São Paulo para ser operado pelos Drs. Joaquim Grava e Ivan Grava.

Após passar pelo procedimento cirúrgico, o próprio jogador gravou um vídeo para tranquilizar a torcida corintiana e agradecer pelas mensagens de apoio que tem recebido em suas mídias sociais. "Olá, família! Passando aqui para dizer que a cirurgia deu certo. Vim agradecer o apoio de vocês nas redes sociais, minha esposa e meus empresários. Também ao Corinthians, pelo suporte. Obrigado de coração", disse o jogador na ocasião. Nos últimos dias, o jogador tem se distraído no hospital com alguns amigos e a noiva, com quem já apareceu jogando games de celular nas redes sociais.

A fratura acontece em momento em que Fessin vinha se destacando nas categorias de base do Corinthians, sendo um dos principais nomes do time na Copinha. Ele tinha praticamente garantida sua promoção ao time profissional após a competição, mas agora é obrigado a pensar no tempo de recuperação. O clube ainda espera a evolução no pós-operatório antes de divulgae qualquer prazo, mas o meio-campista dificilmente volta aos campos em menos de seis meses.

Mais Esporte